Chris Laney: estética oitentista carregada ao novo milênio

Resenha - Only Come Out At Night - Chris Laney

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O que o caro leitor pensaria de um músico que começou sua carreira aos 13 anos, tocando posteriormente com Steevi Jaimz (Tigertailz), Zan Clan (Shotgun Messiah), Randy Piper's Animal (projeto daquele guitarrista que fez bonito nos dois primeiros álbuns do W.A.S.P.), além de atuar como produtor e engenheiro para nomes como Candlemass, Europe, Crashdïet, Bruce Kulick, etc, etc e etc? Ops, e nesse meio-tempo recebeu discos de ouro, platina e abocanhou dois Grammys em seu país, a Suécia... Credenciais de respeito, hein?

Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Metallica: Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrer

Pois bem, o nome do multi-homem é Chris Laney, uma fera com baixíssimo nível capilar e que, em 2009, surpreendeu os amantes de Hard Rock com seu primeiro álbum-solo, "Pure". E agora, dando sequência à sua carreira, está chegando ao mercado "Only Come Out At Night", que segue a mesmíssima fórmula de seu antecessor. Ou seja, continua a resgatar os elementos fundamentais da estética oitentista, atualizando e transportando tudo para este novo milênio.

Ainda que demonstre uma razoável diversidade de referências, a maior influência recai sobre o que o Def Leppard produziu no auge de sua carreira, mais especificamente na fase "Pyromania" (83) e "Hysteria" (87). Atuando como vocalista, guitarrista e baixista, Laney conta com uma gigantesca lista de camaradas contribuindo em "Only Come Out At Night", tendo como mais conhecidos os bateristas Bruce Kulick (Kiss) e Ian Haugland (Europe), o guitarrista Brian Robertson (Thin Lizzy, Motörhead), Conny Bloom (Hanoi Rocks) e Nalle 'Grizzly' Påhlsson (Therion, Treat, Randy Piper's Animal).

E essa equipe, sob o comando de Chris Laney, convence pela paixão das melodias, muitos solos bacanas, refrões facilmente assimiláveis e linhas vocais cantadas (ou gritadas?) de forma quase áspera. A turbulenta faixa-título (que beleza de riff!), "Rockstar" e "One Kiss Tonight" são exemplos de como o sueco sabe compor de forma impactante, e certamente estas canções funcionarão muito bem ao vivo. É inegável que a segunda metade do álbum não mantenha o nível de adrenalina tão alto, mas isso não impede que a audição siga muito bem.

"Only Come Out At Night" está aí para rebater aqueles que argumentam que o Hard Rock tipicamente norte-americano da década de 1980 era descartável... Sua influência se estendeu através do planeta e das décadas, revelando uma nova geração cheia de energia. Pode não superar "Pure", mas com certeza se mantém entre os grandes álbuns liberados neste ano, sendo muito recomendável aos que curtem a descontração de veteranos do porte de Def Leppard (claro!) ou Mötley Crüe, além do pessoal da nova geração escandinava, como Crashdïet, Crazy Lixx e Wig Wam.

Contato:
http://www.chrislaney.com
http://www.myspace.com/chrislaney

Chris Laney - Only Come Out At Night
(2010 / Metal Heaven Records - importado)

01. Only Come Out At Night
02. Love So Bad
03. Rockstar
04. B4 It's 2Late
05. Eyes Out Poppin'
06. One Kiss Tonight
07. Gotta Run
08. Playing With Fire
09. Crush
10. I Had Enuff
11. Day Dream




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Chris Laney"


Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Dream Theater
O suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?

Metallica: Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrerMetallica
Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrer

Mas afinal... o que é rock progressivo?Mas afinal... o que é rock progressivo?
Mas afinal... o que é rock progressivo?

Eddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"Morbid Angel: "banda satânica, eu jamais voltaria", diz SandovalKerrang!: As 20 melhores músicas do rock em 2014Death Metal: um vocal estilo vomitado, literalmente

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.