Mortification: experimentando e reduzindo a distorção

Resenha - Evil Addiction Destroying Machine - Mortification

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

6


Motivo de piada para uns, motivo de orgulho para outros, é certo que Steve Rowe passou por cima de todo e qualquer tipo de preconceito ao elevar seu Mortification ao nível de uma das mais respeitadas bandas de Heavy Metal cristão do underground. Agora, contando com o retorno do baterista Adam Zaffareze (The Greeting Method), que havia tocado no disco "The Silver Cord Is Severed" (01) e com o guitarrista Michael Jelinic, o grupo está liberando o 13º álbum de uma carreira que está completando sua segunda década.

Aqueles que tiveram contato com sua música sabem que, desde o início de sua trajetória a linha musical transmutou-se do Death / Gore ao adotar o Thrash Metal, Groove e até elementos de Punk. E "The Evil Addiction Destroying Machine" mostra que os australianos continuam se reciclando e experimentando, tendo como conseqüência direta a redução da distorção de sua música.

publicidade

O Mortification segue com Heavy / Punk de arranjos mais cadenciados, muitas vezes tão simples que acabam se tornando, porque não dizer, genéricos. Mas, como foi dito, o pessoal experimentou bastante coisa por aqui e, ao lado destas passagens mais simples o ouvinte encontrará algumas poucas ocasiões mais complexas, tímidos blastbeats e riffs mais extremos. E, seguindo a tendência, nada das antigas e famosas vocalizações guturais... Rowe parece tê-las banido ao fazer uso de sóbrias linhas gritadas.

publicidade

Tudo é tão básico que não são muitas as canções que encontram real brilho, talvez "Pilots Hanging From Shoulder Dust" e "Alexander The Metalworker" sejam mais satisfatórias em sua proposta. Vale citar também a requintada faixa "Resurrection Band", que encerra a audição como uma homenagem ao dinossauro Rez Band (também conhecido como Resurrection Band), banda cristã de rock clássico que foi uma das razões por Steve Rowe seguir essa carreira no início da década de 1980.

publicidade

Um álbum pouco mais do que acima da média em se tratando do Mortification. É natural que, por não se prender a um estilo ao longo de sua discografia, o público não saiba o que esperar ao anúncio de cada lançamento... E "The Evil Addiction Destroying Machine" está aí para justificar essa insegurança e, naturalmente, fornecer mais munição aos eternos depreciadores continuarem detonando o Mortification.

publicidade

Contato:
http://www.roweproductions.com

Formação:
Steve Rowe - voz e baixo
Michael Jelinic - guitarra
Adam Zaffarese - bateria

Mortification - The Evil Addiction Destroying Machine
(2009 / Rowe Productions - importado)

01. The Evil Addiction Destroying Machine
02. A Sense Of Eternity
03. Elasticised Outrage
04. Pushing The Envelope Of The Red Sonrise
05. I´m Not Confused
06. The Master Of Reinvention
07. Pilots Hanging From Shoulder Dust
08. One Man With Courage Makes A Majority
09. Alexander The Metalworker
10. Resurrection Band (A Tribute To Rez)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


White Metal: 10 bandas do estilo que merecem respeitoWhite Metal
10 bandas do estilo que merecem respeito


Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

IGN Music: os álbuns de Metal mais influentes segundo o siteIGN Music
Os álbuns de Metal mais influentes segundo o site


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin