Nahtaivel: agressividade e proximidade com pistas de dança

Resenha - Killer Speaks - Nahtaivel

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Fernando Nahtaivel já é um nome relativamente conhecido no cenário underground da região sul do Brasil, tendo em seu respeitável currículo a participação como tecladista em discos de diversas bandas de Black, Death e Doom Metal, merecendo destaque aí os excelentes Insane Devotion e Doomsday Ceremony.

Mas, além de todas estas atividades, desde 1999 o tecladista vem levando adiante seu próprio projeto chamado Nahtaivel, que foge do Heavy Metal propriamente dito. A linha adotada aqui é o Dark-Electro, Industrial e EBM (Electronic Body Music: gênero musical resultante da fusão do electropunk dos anos 80 com a música industrial) e, como não poderia deixar de ser, devido a seu passado, Fernando consegue transmitir todo um clima de profanação com as mais variadas camadas sonoras, um verdadeiro caos para as funções cerebrais do ouvinte.

publicidade

"Killer Speaks" é seu terceiro registro, mas o primeiro que tem a oportunidade de chegar a CD – os anteriores são discos virtuais. Tudo é high tech, com um design obscuro e agressivo, o que fica ainda mais reforçado pelas vocalizações extremamente distorcidas e, em várias ocasiões, fora das melodias. Aliás, se o leitor atentar para a capa do álbum, terá uma noção da agressividade e obscuridade que sua música consegue transmitir, e sem perder a proximidade com as pistas de dança.

publicidade

Como a maioria dos álbuns com sonoridades alternativas, Nahtaivel e seu "Killer Speaks" provavelmente se limitarão ao underground mesmo – o que, convenhamos, está longe de ser algo negativo. De qualquer forma, merece uma conferida não só por parte dos fanáticos pelo estilo mais eletrônico da música, mas também por aqueles que sempre visam algo realmente hostil e pesado. E estas características não faltam por aqui!

publicidade

Contato:
http://www.nahtaivel.com
http://www.myspace.com/nahtaivel93

Nahtaivel - Killer Speaks
(2008 / Wave Records – nacional)

01. Killer Speaks
02. Rape On The Dancefloor
03. A Journey To Death
04. The Fellowship
05. Kill The Man Again (vocal version remix)
06. Wrong Obedience
07. I want The Pleasure Again
08. Workers
09. Lost War
10. Laura Palmer
11. Ostinato
12. Killing
13. That Holy Institution (remastered)
14. I Would Drive Deeper The Thorns (remix)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaDavid Lee Roth
O vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee
Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin