Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemLed Zeppelin: O motivo pelo qual Jimmy Page não gosta de "All My Love"


2022/07/09
2022/08/18

Resenha - Serpent's Embrace - Agathodaimon

Por Ben Ami Scopinho
Em 16/11/04

O alemão Agathodaimon está na ativa desde 1995 e mesmo com constantes problemas em sua formação, sempre passou por cima colocando bons álbuns de black metal no mercado. E desta feita, com a banda novamente reformulada, mantém a seguinte linup: Akaias nas vozes guturais e guitarra, Sathonys nas vozes limpas e guitarra, Mathias Rodig na bateria e os novos membros Darin no baixo e Felix Walzer nos teclados e sintetizadores.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Serpent´s Embrace, seu quarto disco, foge totalmente da linha musical de seus antecessores, esqueça o Agathodaimon obscuro, black, sinfônico e underground de outrora... Não há como deixar de comentar que este trabalho está muito mais acessível e até mesmo pop em certos momentos.

Vejam bem, não é um disco ruim, tem uma produção muito forte, boas idéias nas composições, bastante pesado, melódico, porém um pouco maçante. É mais um destes casos de redirecionamento musical que vai chatear muita gente por aí, sendo uma coleção interessante de estilos diferentes, em que a banda tenta combinar e manter uma coesão de algum modo, às vezes com sucesso.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

As canções rápidas e pesadas como " Cellos For The Insatiable ", "Limbs Of A Stare" e "Feelings" garantem grandes momentos, mas as canções mais melódicas em que o Agathodaimon tenta se reciclar é que há o exagero; começando muito bem para logo se tornarem repetitivas, considerando também que a voz de Sathonys está demasiado polida. "Solitude", a canção que destoa de todo o álbum que é somente acompanhada por teclados e sintetizadores e cantada por Ophelia tinha tudo para agradar, mesmo sendo pop. Porém conseguem novamente tornar a cansar o ouvinte.

É sempre bom ver artistas que não de dispõem a ficar limitados no momento de criar e a buscar sempre um público maior, mas nesse disco o Agathodaimon se perdeu em músicas um pouco repetitivas, acabando por soarem em alguns momentos como as famosas bandas suecas de death melódico da atualidade. Só que sem aquele "punch"...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um último detalhe: no encarte há a informação de uma faixa-multimídia, com making off, video-clip, fotos, etc, etc. Informação errada, tal faixa é inexistente, sem contar que a ordem de algumas canções está errada.

Agathodaimon – Serpent´s Embrace
(2004 – Nuclear Blast)

01. Cellos For The Insatiable
02. Serpent's Embrace
03. Rebirth
04. Light Reborn
05. Faded Years
06. Solitude
07. Limbs Of A Stare
08. The Darkness Inside
09. Bitter End
10. Feelings

http://www.agathodaimon.de

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.