Resenha - Majestic - Gamma Ray

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Confesso que, mesmo sendo fã do Gamma Ray, seus dois últimos álbuns de estúdio me deixaram meio decepcionado. Longe de serem discos ruins, mas no geral possuíam canções um tanto quanto previsíveis. Agora, quatro anos sem colocar nenhum álbum com inéditas no mercado, estes alemães voltam com tudo ao liberar "Majestic", seu oitavo registro de estúdio.

Johnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"Gothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com uma formação estável há anos, este trabalho é provavelmente ainda melhor que o clássico "Land Of The Free" (1995). E, de maneira consciente ou não, o Gamma Ray destilou neste seu novo disco muito do que já executou em termos de composições em sua carreira, com um resultado que impressiona logo nos primeiros acordes de seu power metal cheio de ótimas melodias e muita classe.

Tradicional, oitentista, algo dos anos 70 (é mole?!) aqui e acolá, muito feeling e um peso dos infernos em canções bem variadas, isso é "Majestic". Idéias velhas repetidas outra vez? Em parte sim, porém é perceptível uma grande dose de renovação e energia. Como cantor, Kai está praticamente perfeito em sua proposta e, em minha opinião, aqui está o melhor desempenho vocal de sua carreira. Aliás, as vozes de fundo também estão muito bem trabalhadas e em termos de guitarras e seção rítmica só posso tecer elogios.

Destaques? Vai da faixa um a dez. Mas há alguns detalhes relevantes nas músicas deste álbum. Por exemplo, a "homenagem" que o Gamma fez a um dos maiores clássicos do Black Sabbath em trechos de "My Temple" é um deles. As excursões que a banda fez pelo Brasil com certeza serviram para Dan se influenciar na percussão afro-brasileira e inseri-las na matadora "Condemned To Hell". Este CD também traz arranjos quase hard, com aquele jeitão setentista, nas faixas "Strange World" e "How Long", que ficaram espetaculares. De resto, são aquelas canções com o melhor que se pode esperar do Gamma Ray.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para quem inovou o power metal há alguns anos e depois passou por um natural período não tão produtivo em termos de grandes álbuns, o Gamma Ray volta a figurar no topo deste estilo com "Majestic", já entre os melhores lançamentos de 2005 e com grandes chances de ser considerado nos próximos anos como mais um clássico de sua discografia.

Formação:
Kai Hansen - voz e guitarra
Henjo Richter - guitarra
Dirk Schlachter - baixo
Dan Zimmermann - bateria

GAMMA RAY - Majestic
(2005 - Century Media Records)

01. My Temple
02. Fight
03. Strange World
04. Hell Is Thy Home
05. Blood Religion
06. Condemned To Hell
07. Spiritual Dictator
08. Majesty
09. How Long
10. Revelation

Homepage: www.gamma-ray.com


Outras resenhas de Majestic - Gamma Ray

Resenha - Majestic - Gamma RayResenha - Majestic - Gamma Ray



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Gamma Ray"


Futebol e Música: A Seleção Alemã do Heavy MetalFutebol e Música
A Seleção Alemã do Heavy Metal

Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995


Johnny Ramone: Não era bom abrir o show do Black SabbathJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Gothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloGothic Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280