Resenha - Essential Collection 1995 2005 - Ten

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

6


O Ten é considerado por muitos - inclusive por este que vos escreve - como sendo a melhor banda de hard rock melódico que surgiu na Inglaterra na segunda metade da década passada. Apesar da constante troca de músicos em sua formação, o conjunto lançou sete álbuns de estúdio muito bons – alguns realmente impressionantes – e foi formando desde então uma fiel base de fãs, em especial na Europa e Japão.

Mesmo tendo como líder o excelente vocalista Gary Hughes, muito da notoriedade do Ten foi conseguida com as guitarras do versátil Vinny Burns, dono de belos riffs e solos repletos de sentimentos. Álbuns como os clássicos "The Name Of Rose" (96) e "Spellbound" (99), este último se enveredando pelos lados mais épicos e majestosos, mostram claramente como a dupla funcionava bem. Porém, em 2001 foi a vez de Vinny se despedir, para seu posto entra Chris Francis, e com este guitarrista lançam "Return To Evermore" (04), mais melódico e um pouco aquém dos trabalhos anteriores.

publicidade

E agora, depois de 10 anos de atividades, o Ten está liberando uma coletânea dupla, "The Essential Collection 1995-2005". O primeiro disco chama-se "Essential Rockers", que traz suas canções mais pesadas, e, como Gary sempre teve bom gosto para suas baladas, não poderia faltar "Essential Ballads", que é o segundo disco. Um detalhe curioso é que cada CD traz nove faixas. Ora, a banda chama-se Ten, aniversário de 10 anos, então o óbvio seriam 10 faixas, não?!? Pormenores numéricos à parte, o que importa é que a banda optou pelo caminho perigoso de regravar novamente seus clássicos com a atual formação, colocando novas idéias nos velhos temas.

publicidade

E o resultado?

O resultado, por incrível que pareça, ficou inferior às versões originais. Alguma coisa falhou no estúdio... O que mais compromete é o som da bateria, totalmente deficitário, e as guitarras também estão estranhas e em alguns casos, irritantes. O novo guitarrista Francis é mais técnico, e sente-se falta do velho feeling. Somente Gary Hughes está cantando como sempre, com sua belíssima voz cheia de emoção. Mas e daí? O impacto de outrora já se foi, muito do fator "bombástico" das versões originais se perdeu.

publicidade

Outra falha numa coletânea é deixar de colocar alguma canção de determinado disco. Em "Essential Rockers" não há faixas que representem "Babylon" (00) e "Far Beyond The Word" (01), e estes discos têm ótimos hard rocks que aqui poderiam aqui constar. Aliás, nem em "Essential Ballads" há canções de "Far Beyond The Word", realmente não dá para entender os critérios de seleção das faixas.

publicidade

Bom, por fim chega-se à conclusão de que "The Essential Collection 1995-2005" não é tão essencial assim e nem faz jus com o passado da banda. O Ten já mostrou que pode fazer muito, mas muito melhor que isto. E até agora não entendo por que diabos Gary decidou regravar as canções, sendo que o Ten tem apenas dez anos de vida. Se fosse em 2016, até seria aceitável. Vinny Burn é que deu sorte por ter pulado fora do trem antes deste acidente. É a vida...

publicidade

Formação 2006:
Gary Hughes - voz
Chris Francis - guitarra
John Halliwell - guitarra
Steve McKenna - Baixo
Paul Hodson - teclados
Lee Morris - bateria

Ten - The Essential Collection 1995-2005
(2006 / Frontiers Records – importado)

Disco 01: Essential Rockers

01. The Name Of The Rose / Wildest Dreams
02. The March Of The Argonauts / Fear The Force
03. Ten Fathoms Deep
04. Apparition
05. After The Love Has Gone
06. Remembrance For The Brave/Red
07. Spellbound
08. The Robe
09. Evermore

publicidade

Disco 02: Essential Ballads

01. Till The End Of Time
02. You're In My Heart
03. Yesterday Lies In The Flames
04. Virtual Reality
05. We Rule The Night
06. Silent Rain
07. Through The Fire
08. Sail Away
09. Valentine

Homepage: www.tenofthebest.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin