Michael Kiske: furor entre os apaixonados pelo Metal

Resenha - Past In Different Ways - Michael Kiske

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


Apesar de todas as especulações acerca da idéia, suponho que até mesmo quem já estava acostumado com as controvérsias de Michael Kiske (dispensa apresentações, certo?) se surpreendeu com o anúncio de que o vocalista alemão liberaria um álbum acústico com regravações de antigas canções do período em que fez história no Helloween.

Bateristas: os trinta mais ricos do mundoUmmagumma: Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?

A idéia toda por trás de "Past In Different Ways" partiu inicialmente de Serafino Perugino, proprietário da Frontiers Records e foi prontamente recusada por Kiske. De qualquer forma, o fato é que o disco foi chegou ao público, e novamente irá causar furor entre os mais apaixonados pelo Heavy Metal propriamente dito.

É claro que as canções originais ajudam muito (o que não dizer de "You Always Walk Alone" e "We Got The Right", ambas do "Keeper Of The Seven Keys - Part 2"?), tanto que a maioria das faixas preserva muitas características das versões originais - guardadas as proporções entre os formatos, naturalmente. Mas também há outras, rearranjadas de forma mais profunda e sem medo de flertar com sonoridades latinas ou usar de forma (quase) discreta instrumentos como trompete, trombone, acordeão e violino, o que garante uma maior distância em relação ao passado.

O leitor que aprecia a carreira de Michel Kiske pós-Helloween não terá motivos para reclamar deste álbum. Mesmo com o vocalista não fazendo o uso que se esperaria de sua poderosa voz, ainda assim é inegável que o homem consegue causar impacto, tendo como destaque absoluto "Your Turn", além de "Longing", "Kids Of The Century" e "When The Sinner". O álbum também apresenta uma faixa inédita, "Different Ways", que segue o mesmíssimo estilo suave e introspectivo de seu antecessor, "Kiske" (06).

A contribuição do Helloween - e conseqüentemente a de Michael Kiske - foi tal que moldou muito da forma como o Power Metal soa nos dias de hoje. Se desvincular deste passado é praticamente impossível, mas Kiske vem lutando para se expressar com toda a liberdade que lhe convém, e com a única arma que possui: sua incrível voz. E é este o grande ponto alto de "Past in Different Ways", que, independente de atingir ou não grande sucesso comercial, está longe de significar que é ruim.

Músicos:
Michael Kiske - vocals, guitarras e teclados
Sandro Giampietro - guitarra
Fontaine Burnett - baixo
Karsten Nagel - bateria

Michael Kiske - Past in Different Ways
(2008 - Frontiers Records / Icarus Music - importado)

01. You Always Walk Alone
02. We Got The Right
03. I Believe
04. Longing
05. Your Turn
06. Kids Of The Century
07. In The Night
08. Goin' Home
09. A Little Time
10. When The Sinner
11. Different Ways

Homepage: www.michaelkiske.net


Outras resenhas de Past In Different Ways - Michael Kiske

Michael Kiske: um passado que ele teimou em renegarMichael Kiske: vocalista faz as pazes com o passado




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Michael Kiske"


Helloween: Roland Grapow contraria Kiske e diz que não foi convidado para reuniãoHelloween
Roland Grapow contraria Kiske e diz que não foi convidado para reunião

Unisonic & Edguy: Michael Kiske trollando Tobias SammetUnisonic & Edguy
Michael Kiske trollando Tobias Sammet

Michael Kiske: Weikath se virou contra mim e queria AndiMichael Kiske
"Weikath se virou contra mim e queria Andi"


Bateristas: os trinta mais ricos do mundoBateristas
Os trinta mais ricos do mundo

Ummagumma: Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?Ummagumma
Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?

Led Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973Led Zeppelin
Sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973

Queen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicosQueen
Ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Iron Maiden: sobre o que fala a música Aces High?Iron Maiden
Sobre o que fala a música "Aces High"?

Johnny Depp: nunca mais deve beber em noitadas com Keith RichardsJohnny Depp
Nunca mais deve beber em noitadas com Keith Richards

Loudwire: Veja resultado da votação dos melhores de 2016Loudwire
Veja resultado da votação dos melhores de 2016


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336