Matérias Mais Lidas

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemRafael Bittencourt se sentiu traído e cancelado após saída de Edu Falaschi

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemNovo clipe do Megadeth ultrapassa meio milhão de visualizações no Youtube

imagemAC/DC: Angus Young comenta a capa de "Highway to Hell" e a morte de Bon Scott


Stamp

Resenha - Rogues En Vogue - Running Wild

Por Ben Ami Scopinho
Em 01/05/05

Nota: 8

Rock´ n ´Rolf é um personagem já folclórico no cenário da música pesada. Líder absoluto do Running Wild, banda mundialmente respeitada pelo seu veloz e melodioso Power Metal, que colocou no mercado trabalhos que se tornaram clássicos neste estilo e muitos outros bem acima da média ao longo de seus mais de 20 anos de existência.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Rogues En Vogue", seu décimo terceiro registro de estúdio, vem reforçar uma tendência que se tem observado em seus últimos trabalhos: o Running Wild está cada vez mais assimilando o hard rock do início da década de oitenta à sua música, tornando-a mais cadenciada e menos veloz, porém com aquelas melodias que somente os alemães têm a sensibilidade de compor. E antes que possam se perguntar se a sonoridade mudou tanto assim, a resposta é não, pois o som distinto que Rolf foi moldando nestes anos todos ainda está lá, mesmo que não tão evidente como antes.

A gravação deste álbum traz o óbvio Rock’ n’ Rolf (voz, guitarras e baixo), Peter Pichl (baixo em algumas faixas) e Matthias Liebetruth (bateria). Uma das sempre boas características em todos os discos do Running Wild é a presença resistente de riffs e melodias que trazem aquela atmosfera revolucionária já tão conhecida. As vozes são simples, porém a condução dos coros é ótima, produzindo refrãos realmente marcantes. Ainda na parte instrumental, talvez o único problema seja o trabalho de bateria, que quase não possui variação, tornando-se repetitivo entre as canções.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mesmo assim há muitas faixas excelentes como a bastante hard "Draw The Line"; as incríveis melodias de guitarras em "Angel Of Mercy" e "Rogues En Vogue" somente mostram como o Heavy Metal é um estilo musical empolgante. A aula de Power Metal fica aos cuidados de "Skeleton Dance" e "Black Cold", dignas de um Running Wild dos velhos tempos. E há várias outras que mereceriam citação! Estar em uma apresentação onde estas músicas estão sendo executadas é garantia de muita agitação por parte do público, pois são canções bem contagiantes.

Provavelmente muitos headbangers que acompanham a banda desde os anos 80 irão depreciar este trabalho, mas Rock´ n´ Rolf tem personalidade, adora o que faz e vem preferindo não se repetir e entrar na armadilha que muitas grandes bandas veteranas caíram, lançando trabalhos com a mesma linha musical para a satisfação dos fãs, mas que, com o passar dos anos, a fórmula se torna esgotante, resultando em discos medíocres e fadados ao fracasso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

RUNNING WILD – Rogues En Vogue
(2005 – Gun Records)

01. Draw The Line
02. Angel Of Mercy
03. Skeleton Dance
04. Skull & Bones
05. Born Bad, Dying Worse
06. Black Gold
07. Soul Vampires
08. Rogues En Vogue
09. Winged And Feathered
10. Dead Man’s Road
11. The War
12. Cannonball Tongue (faixa bônus)
13. Libertalia (faixa bônus)

Home Page: www.running-wild.de


Outras resenhas de Rogues En Vogue - Running Wild

Resenha - Rogues En Vogue - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal: as 35 melhores músicas lançadas em 2021, segundo o staff do site LoudwireMetal: as 35 melhores músicas lançadas em 2021, segundo o staff do site Loudwire




Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.