1349: inspiração no lado mais inquietante do Black Metal

Resenha - Revelations Of The Black Flame; Works Of Fire, Forces Of Hell - 1349

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ainda que o 1349 não seja uma unanimidade entre os devotos do Black Metal, é inegável que o conjunto construiu a reputação de ser um dos mais frios e obscuros nomes da Escandinávia. Agora, com seu quarto álbum chamado "Revelations Of The Black Flame", a praga norueguesa apresenta enormes experimentações e, consequentemente, mudanças em sua música.
5000 acessosMax Cavalera: Os motivos que o levaram a sair do Sepultura5000 acessosRegis Tadeu: Comparando fãs do Dream Theater e Miley Cyrus

Esta nova fase mostra um 1349 se reinventando, buscando inspiração no lado mais inquietante e desolador do gênero ao rechear sua música com ritmos lentos e ambientações. Mas, se estas sofisticações reduziram a maior parte da velocidade alucinante de outrora, fica a certeza de que o novo álbum não está mais acessível. Longe disso, tudo é por demais primitivo para manter essa impressão por muito tempo.

Talvez a presença de Tom G. Warrior (Celtic Frost) dando um apoio na produção tenha influenciado para que a sonoridade tenha estas características... Com muitos interlúdios um tanto quanto assustadores e algumas passagens que remetem diretamente ao Black Sabbath, o repertório apresenta composições interessantíssimas como “Serpentine Sibilance”, a instrumental com pianos “Misanthropy” e “Uncreation”.

E, surpresa herética para muitos! Há um cover impensável por aqui. “Set The Controls For The Heart Of The Sun” foi gravada originalmente em 1968 para constar em “A Saucerful Of Secrets”, o segundo álbum do Pink Floyd (não, não estou brincando...!), e esta releitura está completamente dentro da nova proposta dark ambient a que o 1349 se propõe.

"Revelations Of The Black Flame" é um disco que, apesar das controvérsias que fatalmente gerará, merece a chance de ser conferido de forma imparcial pelos devotos da arte negra, e com certeza muitos admirarão a decisão de o grupo romper com sua antiga fórmula.

Finalizando, a Somber Music providenciou para que a edição brasileira de “Revelations Of The Black Flame” trouxesse também o EP “Works Of Fire, Forces Of Hell”, (muito bem) gravado ao vivo em Stockholm em dezembro de 2005. E, aqui sim, o caro leitor encontrará aquela arrogante velocidade absurda que empurrou o blasfemo 1349 para outros países.

Formação:
Ravn - voz
Archaon - guitarra
Seidemann - baixo
Frost – bateria

Homepage: www.legion1349.com

1349 - Revelations Of The Black Flame
(2009 - Candlelight Records / Somber Music - nacional)

01. Invocation
02. Serpentine Sibilance
03. Horns
04. Maggot Fetus... Teeth Like Thorns
05. Misanthropy
06. Uncreation
07. Set The Controls For The Heart Of The Sun
08. Solitude
09. At the Gate...

Works Of Fire, Forces Of Hell - Live Stockholm 2005
01. Hellfire
02. Chasing Dragons
03. Satanic Propaganda
04. I Am Abomination
05. Manifest
06. Slaves To Slaughter

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "1349"

Metal InjectionMetal Injection
Os cinco bateristas mais insanos do Black Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "1349"

Max CavaleraMax Cavalera
Os motivos que o levaram a sair do Sepultura

Regis TadeuRegis Tadeu
Comparando fãs do Dream Theater e Miley Cyrus

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson revela sua "canção de merda"

5000 acessosClassic Rock: elegendo os 10 melhores álbuns de estréia5000 acessosFotos de Infância: Slash, do Guns N' Roses5000 acessosMetallica: A reação de James a famosos usando camisetas da banda5000 acessosO amor: 10 músicas para roqueiros apaixonados5000 acessosJoey Jordison: "Nunca serei tão bom quanto Lars Ulrich"5000 acessosTwisted Sister e Krokus: A treta entre as bandas nos anos 80

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online