Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs


Wanted: Remetendo ao Motley Crüe e Skid Row dos 80s

Resenha - Too Hot To Handle - Wanted

Por Ben Ami Scopinho
Em 16/10/11

Nota: 7

É gratificante observar todo o empenho da Eonian Records, que desde 2008 vêm apresentando muitas das bandas do terceiro escalão da cena Glam e Hard Rock oitentista norte-americano, aquelas que nunca conseguiram liberar um disco de forma apropriada. E agora temos o Wanted, oriundo de Indianápolis e que até atraiu algum interesse da Geffen Records, mas a parceria resultou na gravação de apenas duas músicas... O debut tão almejado nunca vingou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Decepções à parte, a Eonian resolveu desengavetar os arquivos que há mais de duas décadas não viam a luz do dia, fez uma seleção e soltou o material sob o título "Too Hot To Handle". O disco pode ser dividido em duas seções: a primeira é composta por faixas de estúdio e que originalmente fizeram parte de alguma demo, e a outra parte é uma série de canções ao vivo, capturadas da apresentação no Ritz Music Hall, na própria Indianópolis de 1990.

Ou seja, com exceção de "Be Still My Heart" e a melosa baladinha "Lost In Me Forever" (as citadas canções que deveriam passar pelo crivo da Geffen), o áudio não possui aquela típica nitidez cristalina, e sim algo próximo de uma demo de qualidade (muito) boa. Independente disso, há muita coisa bacana por aqui, mas que infelizmente nunca se destacaria em meio à saturação que se instalou na colorida cena Hard Rock dos velhos tempos.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Musicalmente, "Too Hot To Handle" remete imediatamente ao Motley Crüe em função da similaridade do timbre de seus vocalistas, e ainda há muita influência do Skid Row. Mas, mesmo caindo no lugar-comum, composições como a faixa-título, "Mr. Right" (a melhor!) ou "Anchors Aweigh" mostram um jovem time que possuía um esforçado trabalho com as guitarras e estava se divertindo pra valer.

Após tanto tempo, a música e o visual do Wanted exibe certa inocência, principalmente se compararmos com alguns dos rumos que o Rock´n´Roll se enveredou desde então. Mas é essa a ideia, e todo esse resgate musical está obtendo a devida acolhida por parte dos fãs que presenciaram todo o espaço que o Hard Rock um dia desfrutou perante a mídia e o grande público.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Contato:
http://www.eonianrecords.com/b-wanted/wanted.html

Formação:
Bobby Sisk - voz
Eric ‘Cruise’ Saylors - guitarra
Tadd Wilson - guitarra
Erikk D. Lee - baixo
Scott Cole - bateria

Wanted – Too Hot To Handle
(2011 / Eonian Records - importado)

01. Whiskey & Women
02. Too Hot To Handle
03. Another Day
04. Mr. Right
05. Blue Jean Baby
06. Lost In Me Forever (L.A. Cut)
07. Be Still My Heart (L.A. Cut)
08. Concert Intro (Live)
09. Anchors Aweigh (Live)
10. Don’t Play With My Head (Live)
11. See It Through (Live)
12. Sidewalk Seducer (Live)
13. Rhythm & Rhyme (Live)
14. Life In The City (Live)

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.