I: força suficiente para se firmar no cenário

Resenha - Between Two Worlds - I

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O que o leitor pensaria de um grupo que tem em sua formação veteranos do porte de Abbath (voz e guitarra, Immortal), Ice Dale (guitarra, Enslaved), TC King (baixo, Gorgoroth) e Armagedda (bateria, Immortal)? Pois é... A combinação destes músicos resultou no "I", um nome de batismo simples, mas com força mais do que suficiente para se firmar no cenário da música underground.

Pearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desisteCultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (1)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O quarteto está debutando com "Between Two Worlds", um discaço que tem tudo para agradar aqueles que apreciam os primórdios do Black Metal, quando este era executado em sua forma mais pura. Enquanto há reclamações generalizadas de que muitos grupos deste gênero parecem cada vez mais obcecados em alcançar o mainstream, o I vai no sentido oposto. Esqueça qualquer sinfonia, nada de velocidade absurda, corpse paint ou outras características do Black Metal contemporâneo. Tudo aqui geralmente é obscuro e procura resgatar aquele sentimento básico e oitentista, tão saudoso para inúmeros headbangers.

Os músicos são naturalmente excelentes. As vocalizações cruas e a seção rítmica são de primeira, mas as atenções se voltam mesmo é para a simplicidade das guitarras. Os riffs são praticamente hipnóticos, sujos e totalmente eficazes em passar uma forte emoção épica ao ouvinte, além de em algumas poucas ocasiões se insinuar pelos lados do rock n'roll. E os solos? O I mostra melodias belíssimas neste quesito, que devem servir de exemplo a várias bandas da atualidade, que vem negligenciando esta parte tão importante do Heavy Metal.

Dar ênfase a apenas algumas faixas seria injustiça para com as outras. Com algo de Venom e Motorhead e muita influência do legendário Bathory - ouçam "Warriors" e "Far Beyond The Quiet". E o bacana é que a versão brasileira vem com três faixas a mais, tendo a capa prateada, enquanto em outros países a capa é dourada.

Vale citar que as letras foram escritas pelo ex-Immortal Demonaz (ele não toca no disco), que admite que tentou escrever como o mestre Quorton e, como se percebe, os títulos das canções já mostram claramente sua temática. A produção é poderosa e, mesmo moderna, mantém cuidadosamente a rispidez proposta pelo conjunto.

"Between Two Worlds" é um disco que, além de agradar os amantes do Black Metal da velha escola, tem tudo para atrair quem aprecia o bom e velho Heavy Metal tradicional, destes sem rótulos mesmo. Indicadíssimo aos fãs de Bathory, Motörhead e a quem curtiu o derradeiro trabalho do Immortal.

I - Between Two Worlds
(2006 / Nuclear Blast - 2007 / Rock Brigade Records - nacional)

01. The Storm I Ride
02. Warriors
03. Between Two Worlds
04. Battalions
05. Mountains
06. Days Of North Winds
07. Far Beyond The Quiet
08. Cursed We Are
09. Bridges Of Fire
10. Outro (instrumental)
11. Shadowed Realm

Homepage: www.i-metal.net




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "I"


Pearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desistePearl Jam
Banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste

Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou love (1)Cultura inútil
Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (1)


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336