Resenha - Tinnitus - Backyard Babies

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


O sueco Backyard Babies lançou seu primeiro LP em 1993, mas somente nos últimos anos é que sua reputação vem aumentando consideravelmente, principalmente na Europa. Este quarteto não possui o menor escrúpulo ou temor em investir nas mais variadas vertentes do rock'n'roll, culminando em canções com ambições mainstream, porém dentro do melhor padrão de qualidade "Sexo, Drogas e Rock'n'Roll".

Música Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?Musas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casa

Em face desta boa recepção por parte de público e mídia, o Backyard Babies está colocando no mercado "Tinnitus", uma compilação com as melhores canções de seus três últimos registros - "Total 13" (99), "Making Enemies Is Good" (01) e o pesadão "Stockholm Syndrome" (03) - sendo quatro faixas de cada um destes álbuns, que é o período em que estes suecos realmente começaram a chamar a atenção.

Apesar das canções não estarem em ordem cronológica, percebe-se sutis diferenças entre as músicas. Temos referências ao hard rock em "Highlights" ou boas doses de punk em "Brand New Hate", faixa co-escrita por Ginger do Wildhearts. Mas a banda possui uma sinergia fora do comum ao fundir clichês, acabando por ter sua própria sonoridade, empolgante e alucinada.

O fato é que Nicke Borg (voz e guitarra), Dregen (guitarra), Johna Blomqvist (baixo) e Peder Calssom (bateria) conseguem confundir qualquer ouvinte. Não é metal, não é hardcore... Punk? Um pouco, assim como também tem um pé no rockabilly em alguns momentos. A única certeza é que usam e abusam da distorção e são ótimos em sua proposta.

Seus registros valem a pena constar na prateleira de qualquer tribo, mesmo este importado e caro Tinnitus. E olha que há outra versão para esta coletânea chamada "Tinnitus + Live Live In Paris", dupla, com um segundo CD trazendo 16 canções ao vivo!

Para o leitor menos abonado, fica a sugestão de se adquirir o fantástico "Making Enemies Is Good" mesmo, que foi lançado no Brasil e inclusive rendeu alguns shows do Backyard Babies por aqui na época.

Backyard Babies - Tinnitus
(2005 - Liquor and Poker Music - importado)

01. Brand New Hate
02. U.F.O. Romeu
03. Highlights
04. A Song For The Outcast
05. Minus Celsius
06. The Clash
07. Colours
08. Made Me Madman
09. Star War
10. Friends
11. One Sound
12. Look At You

Homepage: www.backyardbabies.com


Outras resenhas de Tinnitus - Backyard Babies

Resenha - Tinnitus - Backyard Babies




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Backyard Babies"


Música Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?Música Brasileira
Quais os discos mais vendidos da história?

Musas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casaMusas do Metal
As bandas que elas ouvem quando estão em casa

Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoCradle Of Filth
Dani Filth explica seu conceito de religião

Gutural: mulheres que fazem vocal em bandas de MetalGutural
Mulheres que fazem vocal em bandas de Metal

Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"

Slipknot: o que Corey achou de banda compor disco sem eleSlipknot
O que Corey achou de banda compor disco sem ele

Guitarra: os dez piores solos já realizadosGuitarra
Os dez piores solos já realizados


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336