Crimson Thorn: a mais brutal das bandas cristãs

Resenha - Purification - Crimson Thorn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Crimson Thorn é um conjunto norte-americano de Minneapolis que está em atividade desde 1991, possuindo uma boa base de fãs adeptos do metal cristão desde que começou a pregar o Evangelho através do Thrash Metal. Com o passar dos anos sua sonoridade foi se orientando para os lados do Death Metal, tendo neste "Purification" seu terceiro e último (pelo menos por enquanto) álbum de estúdio, lançado originalmente de forma independente em 2002, sendo agora disponibilizado ao mercado brasileiro via Silent Music Records.
5000 acessosNine Inch Nails: a face oculta de uma lenda5000 acessosCerveja: os efeitos sobre a performance de uma banda

Taxado por muitos como a mais brutal das bandas cristãs, o Crimson Thorn realmente se mostra à altura desta posição. Mesmo não fazendo uso de grande velocidade, sua música é muito agressiva, com algumas mudanças de tempo bem planejadas e bons solos, seguindo uma abordagem até mesmo mais experimental se comparado com seu álbum anterior, "Dissection" (97). Agora o grupo complementa suas canções fazendo uso discreto de teclados e inserindo arranjos que são praticamente Black (?!) Metal, mas nunca se distanciando de sua real proposta.

Muito do extremismo deste álbum é evidenciado pela atuação do vocalista Luke Renno, que marca presença pela profundidade de suas linhas totalmente guturais, cantadas de forma seca e incompreensível. Apesar de todos os méritos da atuação de cada um destes músicos, não esqueçamos que o Crimson Thorn é um grupo underground e enfrenta as mesmas dificuldades que qualquer outro. Assim sendo, seja lá qual foi o real motivo, a gravação e mixagem de "Purification" ficou aos cuidados da própria banda, que infelizmente não foi totalmente eficiente nesta empreitada, tendo na bateria o principal prejudicado.

Alguns podem garantir que esta deficiência apenas dá mais autenticidade a um trabalho realmente underground... Pode ser, mas os arranjos são muito bons e mereceriam uma produção poderosa. De qualquer forma, nem mesmo este entrave técnico impede que apareçam ótimos momentos como "Withered", com muito 'punch' e uma ferocidade vocal que chega a ser chocante; e "My Neighbor", com uma ótima fusão de Black e Death, com teclados que injetam todo um clima apocalíptico no resultado final da canção.

A edição nacional também traz cinco faixas-bônus: três gravadas ao vivo em 2004 em sua cidade natal, mas que estão com uma gravação tão deficitária que acabam se tornando um item interessante apenas para os mais ardorosos fãs. Mas, em se tratando de bônus, o melhor são as duas canções retiradas da demo "Plagued" (92), que mostram a fase em que executavam um Thrash Metal dos bons, onde eram diferentes em tudo, principalmente nas vocalizações.

A Silent Music se mostra extremamente cuidadosa com esta edição brasileira. O CD vem numa belíssima embalagem slipcase, conta com um adesivo e biografia em português (ainda que apresente algumas discrepâncias em relação às informações do site oficial da banda), num dos mais bonitos visuais gráficos do ano.

"Purification" traz boas canções, e só não leva uma nota mais elevada por causa de sua qualidade sonora. E outra: mesmo passando mensagens cristãs através de uma música totalmente ríspida, não existe conflito entre as letras e os arranjos do Crimson Thorn, algo que acontece com certa frequência no chamado Unblack Metal, com toda sua sonoridade maligna ao lado de mensagens que vão ao sentido contrário...

Formação:
Luke Renno - voz e baixo
Miles Sunde - guitarra
Andy Kopesky - guitarra
Kevin Sundberg - bateria

Crimson Thorn - Purification
(2002 / independente - 2007 / Silent Music Records - nacional)

01. Lack Of Compassion
02. Humbled
03. Sarcastic Deviation
04. Withered
05. My Neighbor
06. Narrow
07. Eviscerate
08. Meaningless
09. The Word
10. Misguided Mercy
11. Finding
12. Masquerade Deceit
13. Imminent Wrath (bônus ao vivo)
14. Sarcastic Deviation (bônus ao vivo)
15. Putrid Condemnation (bônus ao vivo)
16. Crimson Thorn (bônus demo 1992)
17. Corruption Of The Flesh (bônus demo 1992)

Homepage: www.crimsonthorn.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Purification - Crimson Thorn

702 acessosCrimson Thorn: a mais agressiva das bandas cristãs

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Crimson Thorn"

Nine Inch NailsNine Inch Nails
Trent Reznor: a face oculta de uma lenda do rock

CervejaCerveja
Os efeitos sobre a performance de uma banda

CapasCapas
As artes de álbuns clássicos em versão... Lego?

5000 acessosGhost: "O riff mais Heavy Metal que já existiu"5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos5000 acessosChris Cornell: jornalista foi a último show e percebeu algo errado5000 acessosRock in Rio: como estão hoje algumas bandas que tocaram em 19854816 acessosMetallica: monstro de Jump In The Fire em edição limitada4909 acessosTOP 7: Bandas (NÃO TÃO) conhecidas da Finlândia

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online