Lince: Rock Progressivo que investe no Jazz e Fusion

Resenha - Zero - Lince

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Tendo iniciado sua carreira em meados dos anos 2000 na cidade de Florianópolis (SC), o Lince se prontificou a explorar os diversos elementos do Rock Progressivo e, para tal, contataram ninguém menos do que o respeitado vocalista Alírio Netto (Khallice, Age Of Artemis). Com o time completo, iniciaram o processo de gravação de seu primeiro álbum, batizado simplesmente como "Zero" e cujo lançamento conta com o apoio da MS Metal Records.

"Zero" apresenta aquele típico Rock Progressivo que investe no Jazz e Fusion, devidamente amparado por muitas passagens distorcidas. O resultado final é ritmicamente complexo e pontuado por mudanças tão bruscas de sonoridades em uma mesma canção que a combinação consegue exalar boas doses de uma saudável pretensão – mas o que seria de algumas bandas progressivas sem esta característica?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É inegável que cada um dos músicos seja competente, e que cada um tenha espaço de sobra para mostrar seu ecletismo e aptidões, merecendo destaque os espetaculares os solos de guitarra. E, em meio a esse colorido furor criativo, ainda assim "Zero" consegue manter uma linha de coesão do começo ao fim, tendo na própria abertura "On The Move" um belo resumo do que é a música do Lince.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O áudio é de primeira, com a produção, edição e mixagem assinadas por Adair Daufembach. Mas, ao contrário da qualidade musical, e ainda que o conceito seja bastante instigante, a sequência de fotos que fazem parte do projeto gráfico é suficientemente bizzara – atentem para a capa do CD – a ponto de comprometer o aspecto visual de "Zero", inclusive fornecendo um caráter mais amador ao digipak.

publicidade

De qualquer forma, a parceria do Lince com Alírio Netto já está rendendo novos projetos... O guitarrista Daniel Carelli estará atuando como violonista e guitarrista oficial da carreira solo do vocalista brasiliense, ao lado do baixista Felipe Andreoli (Angra) e que terá a produção de Rafael Bittencourt (Angra, Bittencourt Project). Enquanto isso, "Zero" permanece relegado ao mais voraz dos amantes do Progressivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Contato: www.myspace.com/linceofficial

Formação:
Alírio Netto - voz
Daniel Carelli - guitarra
Arthur Boscato - baixo
Reny Perucchi - teclados
Filipe Maliska - bateria

Lince – Zero
(2012 / MS Metal Records – nacional)

01. On The Move
02. Frenzy
03. Natural
04. The Puppet Song
05. Empire
06. Neuronial Link
07. Lost Forever
08. Sell
09. Jammed
10. Echoes




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bruce Dickinson: Ele lamenta não ter dado um soco em Axl RoseBruce Dickinson
Ele lamenta não ter dado um soco em Axl Rose

Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 WhiFin Cli336