Resenha - Metal Black - Venom

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Mesmo os primeiros registros sendo toscos – com seus próprios músicos admitindo que na época não tivessem lá muitas afinidades com seus instrumentos – é inegável a importância do Venom, sendo o responsável direto pelo surgimento do Black Metal no começo dos anos 80 e influenciando toda a cena underground posteriormente. Mas o tempo foi passando, a banda mudando sua formação e tocando cada vez com mais técnica (para o padrão Venom), muito peso e liberando alguns discos bem acima da média.
2793 acessosNWOBHM: os 25 maiores álbuns do gênero entre 1980 e 19825000 acessosMetallica: banda foi triplamente sacaneada pelo Grammy

Agora, cinco anos após o excelente “Ressurrection”, o Venom retorna com Cronos (voz e baixo), Mykvs (guitarra) e Antton (bateria e irmão do próprio Cronos) e, seja lá qual for o real motivo, o trio traz um disco cuja linha musical tende a voltar às raízes. Ou melhor, reciclar suas raízes e manter a atmosfera obscura, pois durante a audição fica evidente não haver a intenção de soarem nostálgicos. Se bem que ainda assim não deixa de ser estranho o fato de batizarem o trabalho com o nome “Metal Black”, clara referência ao clássico “Black Metal” (82). Vai entender...

14 faixas com arranjos simples na maior parte das canções e uma produção obviamente nada polida. Isso é “Metal Black”, pura e simplesmente. As letras não poderiam deixar de ser basicamente satanistas e por demais clichês; e o guitarrista Mykvs chama mesmo a atenção, despejando riffs diretos e rápidos, convencendo com sobras em várias ocasiões (escutem “House Of Pain”, excelente!). Mas, para quem só escutou e curtiu os álbuns mais elaborados da década de 90 em diante, terá algumas chances de não conseguir captar a proposta e energia destas novas faixas e, o pior, várias delas não conseguem manter a atenção do ouvinte por muito tempo.

As faixas que mais se sobressaem e remetem aos velhos tempos são “Antechrist” e "Burn In Hell", com um Cronos furioso, e “Maleficarum”, que seria o título inicial do CD, passando muito da intensidade blasfema que incendiou o underground há quase 25 anos. Detalhe curioso fica para a faixa “Rege Satanas”, que teoricamente teria tudo para ser básica, porém traz um Venom algo mais técnico e com uma guitarra matadora.

“Metal Black” é indicado a quem curte uma sonoridade ríspida e crua, curiosos ou aos saudosistas de plantão. Um décimo-primeiro álbum que não convence de todo e que, com certeza, dividirá opiniões. Se fosse um disco lançado por alguma banda desconhecida, teria grandes chances de passar em branco. Mas como é o Venom...

Venom - Metal Black
(2006 - Castle Records / Sanctuary Group – importado)

01. Antechrist
02. Burn In Hell
03. House Of Pain
04. Death & Dying
05. Rege Satanas
06. Darkest Realm
07. A Good Day To Die
08. Assassin
09. Lucifer Rising
10. Blessed Dead
11. Hours Of Darkness
12. Sleep When I’m Dead
13. Maleficarum
14. Metal Black

Homepage: www.venomslegions.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Metal Black - Venom

4818 acessosVenom: os pais do Black Metal estão de volta3722 acessosVenom: "Metal Black" é uma volta às origens

NWOBHMNWOBHM
Os 25 maiores álbuns do gênero entre 1980 e 1982

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Venom"

Metal ExtremoMetal Extremo
Os 25 melhores álbuns de todos os tempos

Sexta-feira 13Sexta-feira 13
Treze músicas para escutar nesta data

NWOBHMNWOBHM
Os 25 maiores álbuns do gênero entre 1980 e 1982

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Venom"

MetallicaMetallica
Banda foi triplamente sacaneada pelo Grammy

Rock In RioRock In Rio
Por que ladrões agiram menos no dia do Metal?

Gosto MusicalGosto Musical
Artistas falam do que devia ser banido para sempre

5000 acessosSegundo Alice Cooper, Slipknot e Manson não assustam mais do que a CNN5000 acessosTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 20005000 acessosRush: eles são três; descubra por que parecem mais2491 acessosWhiplash.Net: Assista palestra do criador do site no TEDx5000 acessosIron Maiden: historiador revela os segredos Maias de The Book Of Souls5000 acessosJudas Priest: Halford explica os motivos de sua saída nos anos 90

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online