Resenha - One Night Stand - Slunt

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


O Slunt foi gerado no começo deste milênio em New York por Pat Harrington (guitarra), figurinha controversa que era fotógrafo e VJ da MTV e, a partir daí, o esperto rapaz foi recrutando as meninas Abby Gennet (voz e guitarra) e Jhen Kobran (baixo), e por fim Charlie Ruggiero (bateria). Todos já tinham experiência em outras bandas sem muita expressão e, uma vez juntos, seguem numa carreira regada a doses cavalares de inconseqüências - sexo, drogas e rock'n'roll - atitudes muitas vezes forçadas por aqui, mas vá lá.

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída

Neste esquema o quarteto liberou em 2004 um EP autodenominado, debutou com "Get A Load Of This" em 2005 e agora chega com seu mais novo trabalho, "One Night Stand". Um pouco mais pesado que seu antecessor, o quarteto continua seguindo praticamente toda a cartilha da velha escola do rock'n'roll, com riffs e solos pesadinhos e melodiosos, refrãos marcantes, cozinha realmente eficiente e letras que... bom, já dá para sacar pelo próprio nome "Slunt", não? (dica inútil: A própria banda já informa que o caro leitor não encontrará a tradução ou o significado desta palavra no dicionário...).

O disco é dono de um repertório bem variado e consegue agradar em muitas canções. Dá-lhe alto-astral e boas guitarras na abertura "When You Like It" e "Burned", ou os infernais "Oh, Oh, Oh, Hey, Hey, Hey" que não saem da cabeça em "Absinthe In Munich", cuja letra foi inspirada nas aventuras com o Motorhead pela Alemanha.

O disco segue rolando e "Need You Tonight" mostra muito swing de malandro e algumas mudanças de ritmo lhe injetam uma energia toda especial, sem falar do saxofone que encerra a canção. A rápida "Here To Rock" mostra o porquê da existência do Slunt aqui na Terra e ainda "Give You Love", quase triste e que se destaca pelo bom trabalho com as guitarras.

Mas nem tudo são flores... A sacana "Dirty Blonde", "Over It" e "Push" mostram o Slunt atirando no próprio pé em suas tentativas de brincar com o lado alternativo da música, conseguindo somente fazer o pique do disco perder o fôlego. Mas, mesmo assim, fica a certeza de que o álbum traz muitos bons momentos, com mais acertos do que erros.

Nada é novo, mas quase tudo é extremamente simples e muitas vezes grudento como tem que ser. Os amantes do rock'n'roll clássico na linha de AC/DC, Motorhead, Girlschool e até mesmo L7 terão boas chances de apreciar "One Night Stand", cuja audição pede automaticamente uma cerveja e, por que não dizer, ainda outras coisinhas para os mais imprudentes. E o Slunt parece estar indo bem pelos EUA, pois foi o escolhido para abrir durante alguns meses as apresentações de Paul Stanley nesta sua fase solo.

Slunt - One Night Stand
(2006 / Repossession Records - importado)

01. When You Like It
02. Mr One Night Stand
03. Lost Girl
04. Absinthe In Munich
05. Dirty Blonde
06. Need You Tonight
07. Here To Rock
08. Over It
09. Don't Care
10. Give You Love
11. Push
12. Burned
13. Faixa-bônus

Homepage: www.myspace.com/slunt




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Slunt"


Andreas Kisser: Eloy Casagrande talvez não seja humanoAndreas Kisser
"Eloy Casagrande talvez não seja humano"

Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saídaSlipknot
Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClioIL