Velhas Virgens: esbravejando – e praguejando – em português

Resenha - 21 anos: Nós somos as Velhas Virgens - Velhas Virgens

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Heh! São poucos os conjuntos que ultrapassam a marca das duas décadas de existência sem depender da tal ‘mídia’ para dar uma força... As Velhas Virgens estão comemorando com um registro ao vivo em CD e DVD, que foram entupidos com seus maiores sucessos. A bolachinha tem como nome "21 anos: Nós somos as Velhas Virgens" e mostra toda a zona que o carismático Paulão e Cia aprontam em seus shows.

"Nós somos a maior banda independente do Brasil!!!!...". Essa é a frase cheia de orgulho berrada ao público de Ponta Grossa (PR). São 17 faixas que esbanjam aquele bom e pernicioso rock´n´roll, geralmente indo da malícia do blues à canalhice do punk rock, todo esbravejado – e praguejado – no velho português. Palavrões? É uma constante, ou então não seria um show das Velhas Virgens, certo?

publicidade

E é claro que, entre os inúmeros hits da cena independente, nunca poderiam faltar pérolas como "Só pra te comer", "Beijos de corpo" e a impagável "Abre essas pernas", onde o povo implora para a pequena Lily deixar de frescura e dar de uma vez (e não é que ela deu?!?). Mas esse disco com certeza não teria todo esse impacto se não contasse com a impressionante reação da platéia, que está insana e sob total controle das provocações da banda. O público canta direto e em várias ocasiões rouba a cena mesmo.

publicidade

Sem frescura alguma, completamente incorruptível em relação aos modismos e mantendo praticamente a mesma atitude esculhambada desde o início de sua carreira, "21 anos: Nós somos as Velhas Virgens" se mostra um ótimo registro para se conhecer a banda em toda sua glória potável. Os caras literalmente detonam com muito alto astral ao longo dos 70 minutos!

publicidade

Agora, se os etílicos amantes do rock´n´roll dependerem das atuais apresentações do grupo, com suas insistentes ‘marchinhas de carnaval’ tão mal executadas (diabos, quero o dinheiro de meu ingresso de volta!!!)... Mas é de se supor que após o carnaval as velhotas percam a virgindade e recobrem a sanidade, voltando ao que realmente sabem tocar: Rock´n´Roll!

publicidade

Formação:
Paulão de Carvalho - voz e gaita
Lily - voz
Alexandre "Cavalo" Dias - guitarra
Caio Andrade - guitarra
Tuca Paiva - baixo
Simon Brow - bateria

Velhas Virgens – 21 anos: Nós somos as Velhas Virgens
(2008 / Gabaju Records – nacional)

01. Cubanajarra
02. Só pra te comer
03. Tudo o que a gente faz
04. Toda puta mora longe
05. Essa tal de Tequila
06. Seu garçon
07. Mulher do Diabo
08. Se Deus não quisesse
09. D.J.
10. Um homem lindo
11. Esse seu buraquinho
12. Dinheiro pra torrar
13. Abre essas pernas
14. Não vale nada
15. Pão com cerveja
16. A minhoca que acendia o rabo
17. Beijos de corpo

publicidade

Homepage: www.velhasvirgens.com.br




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Wikimetal: Seis motivos para gargalhar ouvindo Heavy MetalWikimetal
Seis motivos para gargalhar ouvindo Heavy Metal

Eu Toco Rock N' Roll: doc mostra dificuldade de viver do estiloEu Toco Rock N' Roll
Doc mostra dificuldade de viver do estilo


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin