Cruscifire: Mantendo a relevância do Death Metal

Resenha - Chaos Season - Cruscifire

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O tempo passa rápido... Parece que foi ontem que o Cruscifire, oriundo da cidade paulista de Atibaia, liberou a demo “Sick World” (05). Eram praticamente uns 'moleques' detonando uma fusão de Thrash e Death Metal, mas tão virulento que possibilitou que tocassem até mesmo para fora de seu estado. Ainda que as mudanças de formação fossem uma constante, os irmãos Angelotti nunca desistiram e nem deixaram a qualidade de sua música cair, fato comprovado com o EP “A New Bloody Day” (07).
5000 acessosFotos de Infância: Red Hot Chili Peppers5000 acessosRock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionais

E o leitor tenha a certeza de que a coisa nunca iria parar por aí! Depois de tanta luta em prol da música extrema, "Chaos Season" marca a estreia do Cruscifire em disco. Embora tenham encontrado seu estilo há tempos, os músicos parecem estar investindo cada vez em arranjos mais técnicos e aperfeiçoando em muito as linhas vocais ultra-cavernosas. Tudo permanece como uma máquina fria e de execução precisa, e que mostra claramente o inconformismo o qual mantém a relevância do Death Metal.

Ainda que o contrabaixo e os pratos da bateria pudessem estar aparecendo um pouco mais, o resultado geral do áudio é positivo. E momentos de grande apelo não faltam por aqui, como é o caso da assustadora abertura "A Letter For My Enemy", "Chaotic", "The Chaos Season" e a já conhecida "A New Bloody Day", verdadeiros exemplos oferecidos por quem compartilha de uma paixão incondicional por toda a estética, meio psicopata, que a velha escola do estilo sempre soube dosar tão bem.

Mas o calvário das trocas de músicos parece ser implacável... Após o lançamento de "Chaos Season", o baterista Ricardo Cari deixa seu posto. Atualmente, o Cruscifire conta com Victor Nabuco nas baquetas e também recrutou um segundo guitarrista que responde pelo nome de Murillo Romagnoli. Independente de toda essa instabilidade, este é um excelente registro que merece ser conferido pelo público devoto da ferocidade de ícones, como Napalm Death, Deicide, Slayer e Cannibal Corpse. Belo trabalho!

Contato: www.myspace.com/cruscifire

Formação:
Victor Angelotti - voz e baixo
Caio Angelotti - guitarra
Ricardo Cari - bateria

Cruscifire - Chaos Season
(2010 / independente - nacional)

01. A Letter For My Enemy
02. Chaotic
03. The Chaos Season
04. Squeals From Slaughterhouse
05. A New Bloody Day
06. Smash Your Head
07. Sons Of Disgrace
08. Finish Him
09. Valley Of Suicidal
10. Untrue Illusion

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Chaos Season - Cruscifire

473 acessosCruscifire: Recomendado para os fãs do Metal Extremo324 acessosCruscifire: Death Metal com algumas pitadas de Thrash

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Cruscifire"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Cruscifire"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Os membros do Red Hot Chili Peppers antes da fama

Rock in RioRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

Pactos?Pactos?
Os envolvimentos de bandas com ocultismo

5000 acessosCristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"5000 acessosMetal sueco: site elege as dez melhores bandas da Suécia5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?5000 acessosIron Maiden: conheça as versões de Eddie com o passar dos anos5000 acessosFutebol & Rock n' Roll: alguns jogadores que ouvem rock e metal5000 acessosHeavy Metal: 25 bandas que fizeram o gênero ser o que é

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online