Kamala: Thrash agora revestido por melodias mais refinadas

Resenha - Fractal - Kamala

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Quando estreou com seu álbum auto-intitulado em 2007, o Kamala causou ótima impressão por fazer um monte de experimentações em seu Thrash Metal, tendo como resultado uma sonoridade muito agressiva e realmente moderna. Desde então, muitas portas se abriram para esse pessoal de Campinas (SP) que está chegando ao segundo disco, agora via Free Mind Records.

Estilisticamente, "Fractal" começa exatamente onde seu antecessor parou. Contando com o novo guitarrista Andreas Dehn, o Kamala continua investindo em experimentos, mas em uma proporção mais reduzida. O Thrash agora se apresenta revestido por melodias ainda mais refinadas e com um peso que chega a ser absurdo, onde, além da ótima seção instrumental, Raphael Olmos continua disparando rajadas de rugidos cada vez mais peçonhentos.

publicidade

Em sua busca pela distinção, o Kamala constrói sua música cuidadosamente e avança por mudanças de ritmo com grande facilidade, mas nunca dando margem para a pretensão, o que é importantíssimo. O disco é preenchido com músicas da mais alta qualidade, desde a abertura "Consequences", passando por uma vibração quase alternativa em "The Fall" e culminando com a destruição definitiva proporcionada por "Stillbirth".

publicidade

Devido aos bons resultados do álbum anterior, o Kamala novamente conta com a produção de Ricardo Piccoli, do Piccoli Studio, na própria Campinas – cada nota é absolutamente clara, destacando-se as nuances de dinâmica e tom. "Fractal" também apresenta um vídeo alucinante para a faixa "Consequences", que captura toda a beleza perturbadora e reflete bem o fascínio que a cultura oriental sempre exerceu sobre o Kamala.

publicidade

Enfim, como não valorizar um conjunto que se influencia, mas sem copiar ninguém? Com "Fractal", o Kamala continua mostrando auto-afirmação e não vacila na direção que segue, proporcionando um Heavy Metal com uma torção tão especial que despertará emoções em um público bastante amplo neste universo tão cheio de subdivisões. Excelente!

publicidade

Contato:
http://www.kamala1.net
http://www.myspace.com/kmlthrash

Formação:
Raphael Olmos - voz e guitarra
Andreas Dehn - guitarra
Adriano Martins - baixo
Nícolas Andrade - bateria

Kamala - Fractal
(2009 / Free Mind Records - nacional)

publicidade

01. Consequences
02. Stand On My Manger
03. Purify
04. The Fall
05. Push
06. What Is That?
07. In Others Mind
08. Determination
09. No Turning Back
10. Fractal
11. Stillbirth


Outras resenhas de Fractal - Kamala

Kamala: longe do lugar comum do Thrash Metal nacional




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável


Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin