Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemA sincera resposta de João Gordo para quem o acusa de ser "traidor do movimento"

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii que faz uma dura crítica à panelinha do rock nacional

imagemO sensato conselho que Lulu Santos deu para o novato Herbert Vianna

imagemDez clássicos do rock e do heavy metal que não têm bateria

imagemBittencourt começou a fazer tai chi chuan no camarim após beque de Mariutti bater forte

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"

imagemEddie Munson faz metaleiros virarem novos crushes da geração TikTok, diz site

imagemMúsicos famosos fizeram teste para o AC/DC sem que ninguém soubesse, conta baterista

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte


Stamp

Tardive Dyskinesia: fugindo da estética do Heavy Metal

Resenha - Sea Of See Through Skins - Tardive Dyskinesia

Por Ben Ami Scopinho
Em 09/10/09

Nota: 7

Com certeza o selo italiano Coroner Records tem grande apreço pelas bandas que investem no lado mais moderno do Heavy Metal... Natural da Grécia e inicialmente se chamando Override, este grupo está na ativa desde meados dos anos 90, e sempre experimentando novas possibilidades ao seu Thrash e Death Metal. E foi em 2003 que, ao sentirem que sua música estava realmente madura – e muito diferente da proposta do passado – que adotaram definitivamente a denominação Tardive Dyskinesia.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"The Sea Of See Through Skins" é seu segundo registro e mantém a natureza progressista, insana e de caráter tão experimental, características que estão se tornando a marca registrada destes gregos. Durante a audição percebe-se uma miríade de influências, mas tudo está fundido de tal forma que se torna necessário dar um tempo ao cérebro para assimilar o que está acontecendo durante os 50 minutos de audição.

São tantos arranjos intrincados, reviravoltas inesperadas de ritmos, groove com uma distorção constante e um nervosismo enlouquecedor arrastando o ouvinte a algo que foge da estética tradicional do Heavy Metal. Ou seja, "The Sea Of See Through Skins" não agradará a todos, mas possui qualidades que serão apreciadas pelos devotos da cacofonia de feras como Meshuggah, Strapping Young Lad, Gojira e afins.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E, sobre a curiosa denominação ‘Tardive Dyskinesia’ (discinesia tardia), o Whiplash! explica: este é o nome de uma doença causada pelo uso prolongado de algumas medicações psicotrópicas, cuja manifestação causa movimentos anormais, repetitivos e involuntários nos membros do paciente. Detalhe insólito: se a tal doença aí demorar a ser diagnosticada, remover a medicação pode piorar o quadro! Urgh…!

Contato:
http://www.tardivedyskinesiaband.com
http://www.myspace.com/tardivedyskinesia

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Formação:
Manthos Stergiou - voz
Petros Nikiforakis - guitarra
Fotis Tsakos - guitarra
Kornilios Kiriakidis - baixo
Stavros Rigos - bateria

Tardive Dyskinesia - The Sea Of See Through Skins
(2009 / Coroner Records - importado)

01. Triggering The Fear Reactor
02. Complicity
03. Downfall
04. Dog
05. The Sea Of See Through Skins
06. Brain Trust
07. Ask E Sea
08. Reverse Arms
09. Tinge Of Irony

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.