Resenha - Forsaken - Antestor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

6


Desde que surgiu em 1990, o Antestor vem conquistando bom espaço entre o público cristão que aprecia rock pesado, seja em seu início de carreira, quando executava algo voltado para o Death/Doom, e principalmente agora, com um improvável Black Metal. E por ironia do destino, ainda por cima a banda é norueguesa, território onde as mais venenosas bandas deste estilo surgiram.

Dave Mustaine: Maroon 5 o deixou boquiaberto

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal

O conjunto elabora arranjos que, em grande parte, convencem. E, por mais incongruente que possa ser, é aí que reside a fragilidade de sua proposta... O Black Metal norueguês, musicalmente falando, se tornou famoso pela aura gélida e cruel que passa ao ouvinte, e o Antestor faz isso de forma relativamente competente. Como resultado, um belo conflito entre as letras sobre a ética cristã (cuja programa é de que tudo o que vem de Deus é bom) e a parte musical, que soa maligna. Ambos simplesmente não se encaixam.

E neste esquema de Deus fantasiado de Demônio para expor seus pontos de vista, dá para destacar canções como "Rites Of Death" (que já fazia parte do EP "Det Tapte Liv") e "Old Times Cruelty", com ótimas vocalizações ríspidas, interessantes mudanças de andamento entre o veloz e cadenciado e, principalmente, teclados muito bem encaixados. "The Return" também impressiona pela velocidade caótica e um solo que vai ao sentido oposto, exibindo grande feeling.

Em compensação, há momentos dolorosamente cansativos como "Via Dolorosa", praticamente uma marcha fúnebre, ou canções genéricas como "The Crown I Carry" e a arrastada "Vale Of Tears".

Mesmo com faixas deixando a desejar, "The Forsaken" tem vários pontos consistentes – tanto que o grande Hellhammer (Mayhem, Immortal, Arcturus) não se importa em ser seu baterista – e provavelmente agradará a quem não se preocupa com o lado ideológico do gênero. Quanto aos devotos do notório satanismo e seu ataque às religiões, em especial o cristianismo, não irão chegar nem perto deste registro, o que é perfeitamente compreensível.

Por fim, um pequeno detalhe que pode incomodar a quem tenha interesse em adquirir "The Forsaken": em sua embalagem há a informação de que o CD traz um adesivo e a biografia do Antestor. Bom, o fato é que estes brindes não existem...

Formação:
Vrede - voz
Vemod - guitarra
Gard - baixo
Sygmoon - teclados

Convidados:
Bjorn Leren - guitarra
Hellhammer - bateria
Ann-Mari Edvardsen - voz

Antestor – The Forsaken
(2005 – Endtime Productions / Silent Music Records – nacional)

01. Rites Of Death
02. Old Times Cruelty
03. Via Dolorosa
04. Raade
05. The Crown I Carry
06. Betrayed
07. Vale Of Tears
08. The Return
09. As I Die
10. Mitt Hjerte.

Homepage: www.antestor.net


Outras resenhas de Forsaken - Antestor

Resenha - Forsaken - Antestor

Resenha - Forsaken - Antestor

Resenha - Forsaken - Antestor




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Black Metal Cristão: site elege 7 bandas que todos tem que ouvirBlack Metal Cristão
Site elege 7 bandas que todos tem que ouvir


Dave Mustaine: Maroon 5 o deixou boquiabertoDave Mustaine
Maroon 5 o deixou boquiaberto

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy MetalMTV
Experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin