Resenha - Just Inside My Head? - Exit 11

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


O guitarrista Rodrigo Campagnolo vem de Caxias do Sul / RS e já possui certa reputação nesta região do Brasil, tendo sido aluno do conceituadíssimo Marcos DeRos, participando de inúmeras bandas e em 94 recebeu ótimas críticas com sua demo-tape instrumental em diversas revistas especializadas.

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaRolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista

No final de 2002 monta com seu parceiro e baterista Roberto Fonseca o projeto solo "Exit 11", cujas canções foram selecionadas entre as melhores idéias das demos gravadas em seu estúdio caseiro. E para a gravação de "Just Inside My Head?", contam com a participação de Douglas Carbonera como vocalista e Gus Viegas no contrabaixo. Ainda contam com a colaboração especial de Marcos Paim e Niuton Paganela cantando em duas faixas.

Gravado e mixado pela dupla Rodrigo e Roberto em sua própria cidade natal, "Just Inside My Head?" possui uma sonoridade bastante particular, pois percebe-se claramente influências de hard e heavy metal dos anos 80 e 90, mas estas características estão tão bem mescladas e, o principal, com um resultado final bastante moderno, conseguindo se distinguir com sucesso do que está sendo lançado por aí.

Com músicas orientadas pelas guitarras que não são velozes, mas pesadas e agressivas, de boas melodias e excelentes solos, acompanhadas por um baixista cuja presença é marcante nas canções e um baterista que segura bem a parte rítmica, além de Douglas, que possui a voz nervosa que se encaixa muito bem na proposta musical do Exit 11, que conseguiu realizar um disco muito homogêneo e de vários destaques.

O cuidado com a parte gráfica também merece ser mencionado, pois apesar de simples, é muito bem elaborada, com o devido cuidado em todos os aspectos desta. Citado tudo isso, vemos o quanto o Brasil tem gerado boas bandas que, apesar das adversidades típicas que todos enfrentam, ainda tem garra suficiente para lançar discos independentes e muito profissionais.

Contatos através do website www.exit11.org.

EXIT 11 - Just Insid My Head?
(independente)

01. Fly Away
02. Just Inside My Head
03. Life Addicted
04. Savior
05. People
06. Sabotage
07. Too Short To Waste
08. Backseat Woman
09. Trapped
10. Shine On




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Exit 11"


Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

Rolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revistaRolling Stone
As 500 melhores músicas segundo a revista

Mascotes do Metal: os dez maiores segundo The GauntletMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Scott Weiland: Dave Mustaine deu conselhos para o falecido cantorScott Weiland
Dave Mustaine deu conselhos para o falecido cantor

Ozzy Osbourne: Born Again é o melhor disco do Sabbath após a formação originalOzzy Osbourne
"Born Again é o melhor disco do Sabbath após a formação original"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.