Revel: com recursos, mas longe de um estilo coerente

Resenha - Ano da Colheita - Revel

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Fundado no Rio de Janeiro no ano de 2003, o Revel reflete todo o passado dos irmãos Morr, que começaram tocando violão e cavaquinho, para depois assumirem as guitarras e passarem por bandas dos mais variados estilos de rock. Assim sendo, foi natural a decisão de que seu mais novo grupo não se limitasse a nenhum subgênero específico.

Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalLegião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saída

"O Ano da Colheita" é seu primeiro registro e se saiu um verdadeiro 'balaio de gatos'. É sempre louvável ter por meta elaborar um repertório diversificado, e isso o Revel faz bem. Mas, ao contrário de outros conjuntos que não se prendem a rótulos, os cariocas não chegaram a um estilo coerente, ainda que tenham recursos de sobra na hora de compor.

Cantado em português e abordando os mais variados temas, muitos de forma bastante crítica, este debut possui uma gravação muito boa e canções que, como já foi citado, são muito distintas entre si. Então obviamente haverá momentos marcantes para o gosto dos mais diversos ouvintes, em especial pelos que são mais ligados ao rock alternativo. Este que vos escreve tem como prediletas "Shiva", bem pesada e uma ótima escolha para abrir o CD; e ainda "Pavio", dona de uma letra muito bem sacada.

O Revel cita que suas maiores influências são o Rage Against The Machine e o System Of A Down, mas, com certeza, vai além. A liberdade de expressão é importantíssima, mas isso não quer dizer que sempre irá gerar frutos realmente interessantes. Pelo menos não num primeiro momento... Tanto que há muito para ser trabalhado aqui, principalmente em encontrar uma fórmula definitiva que mantenha uma linearidade entre os arranjos e segure a atenção do ouvinte. Até lá, a colheita vai ter que esperar um pouco.

Contato: www.myspace.com/oanodacolheita

Formação:
Gigante - voz
Wagner Morr - guitarra
Cris - baixo
Dawton - bateria

Revel - O Ano da Colheita
(2008 / Sound System Brazil - nacional)

01. Shiva
02. Colisão
03. Templo
04. Pavio
05. Diferente
06. Tão longe
07. Não rima
08. Colheita
09. Cachaça & Cabeça
10. Varanda


Outras resenhas de Ano da Colheita - Revel

Revel: Hardcore leve, mas sem esquecer da opinião




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Revel"


Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalPaula Fernandes
Aos 19 anos ela ia em shows de Black Metal

Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336