Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Listinha difícil... Principalmente quando a paixão pelo Heavy Metal me leva constantemente a estar sempre procurando por novas bandas, destas mais desconhecidas. E são tantas feras que estão escondidas por aí, esperando uma oportunidade...

5000 acessosDavid Bowie: lendário cantor morre, aos 69 anos de idade5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Quando comecei minha discoteca, no comecinho dos anos 80, eu morava em Rio Claro, interior paulista, e era muito difícil para alguém com 12 anos conseguir discos mais underground, só apareciam os clássicos do NWOBHM e hard rock (cuja imensa maioria era descartável) nas lojas da cidade. Somente morando na capital paulista é que realmente pirei na Galeria do Rock, e a partir daí minha coleção realmente começou a se diversificar. Hoje, morando em Florianópolis, conto com um acervo relativamente respeitável, indo do Hard Rock dos anos 70 até o Black Metal contemporâneo. E sem esquecer algumas demos incríveis, como as feras do Ynis Vitrin, Cruscifire e Doomsday Ceremony, três bandas nacionais dignas de respeito e que estão na luta.


Kiss - Creatures Of The Night

Este foi meu marco zero, as primeiras músicas pesadas que escutei são deste registro, numa fita cassete de um colega da escola. Não sabia nem o que era um contrabaixo, não sabia os nomes dos músicos (achava que o "cara da estrela" era uma mulher, vê se pode!). Mas o peso me fascinou, com a bateria bem à frente. Sem falar no visual da banda.


W.A.S.P. - W.A.S.P.

Este sim! Foi o primeiro disco que comprei, em vinil ainda, que distorção! Melodias carismáticas, uma bela mescla de Rock´n´Roll e Heavy Metal. E sangue para qualquer adolescente não reclamar... Compro até hoje seus álbuns, mesmo chegando à conclusão, durante a apresentação do W.A.S.P. em Curitiba, de que Blackie Lawless é realmente um bundão egocêntrico.


The Jesus And Mary Chain - Darklands

Nesta época estava em meu primeiro emprego, como ilustrador numa gráfica e, como todo “adolescente fodão”, só escutava metal. Até que um colega chamado Hugo começou a me mostrar outras coisas, bandas darks e punk inglês. The Jesus And Mary Chain foi um dos poucos que realmente me atraiu. "Darklands", com toda sua melancolia mesclada a alguma distorção foi o que abriu meus olhos para outros estilos.


The Clash - London Calling

Quase todos meus amigos curtiam punk, em especial o nacional. Eu curtia somente o paulistano Inocentes, e era motivo de piada para os outros caras. Daí conheci “London Calling”, dos ingleses The Clash e gostei mesmo. Levei prá galera punk conhecer e todos detestaram! Falavam "isso não é punk!". Sei lá, prá mim também não parecia o punk que eles escutavam, mas é um puta disco legal, e curto até hoje.


Skid Row - Slave To The Grind

Nesta época estava morando em São Paulo, e foi o último disco que comprei antes de voltar para Rio Claro. Quando ouvi, não acreditei! “O que é isso?! Que peso!!!” Chamei um amigo e ficamos escutando este disco e tomando cerveja a tarde toda e, quando meu pai chegou em casa, ficou puto, pois era sexta-feira, havíamos acabado com toda a bebida e parecíamos dois gambás. Ele nos deu grana para ir comprar mais cerveja para ELE beber. Bom, resumindo: estávamos tão torrados que pegamos a grana, compramos as cervas, bebemos pela rua e só fui aparecer em casa no domingo pela manhã...


Tristania - Beyond The Veil

Agora, já morava em Florianópolis há anos, era marido e pai, e sempre acompanhando os novos lançamentos. Já conhecia bandas góticas, mas este "Beyond The Veil" me impressionou pela distorção (...sempre a distorção...) e a voz de Morten Veland. Virei fã no ato. Aliás, eu e minha filha Brenda viramos fãs! Foi com este disco que a menina começou a curtir rock´n´roll, seguindo empolgada até hoje.


Foghat - Live

Já tinha muita coisa dos anos 70. Lynyrd Skynyrd, T REX, Blackfoot, Free... Mas este Foghat é imbatível! É o disco ao vivo que mais escuto, guitarras para todos os lados e energia sobrando. Está sendo difícil completar sua discografia, mas chego lá. Aliás, fica difícil falar de Foghat e não mencionar os bigodes bregas destas figuras...


Dark Tranquility - Haven

Até hoje considero uma das obras-primas do death metal melódico. Este pessoal estava inspiradíssimo - os teclados estão entre os mais bonitos que o Dark Tranquility já arranjou (escutem "The Same") - e a voz de Stanne é única. Um trabalho magnífico, repleto de sentimentos e moderno.


Rotting Christ - Kronos

Com o "Tryarchy Of The Lost Lovers" percebi que, apesar do nome blasfemo, estes gregos também faziam ótimas melodias. Não estavam velozes como antes. Comprei toda sua discografia e “Kronos” é o mais bonito (sim, o black metal pode ser bonito), adoro a opressão que estas músicas transmitem. Foi a banda que me fez realmente curtir Black Metal, com certeza.


Finntroll - Qualquer um de seus discos

A banda finlandesa mais incrível, insana e criativa dos últimos tempos. Quem não conhece, não sabe o que está perdendo. São praticamente irrotuláveis com sua mescla de metal extremo, humppa (uma variação finlandesa do polka russo) e ainda o folk. Pesadíssimos, mas soam bem-humorados e são... São feios de doer, sujos e delirantes.

E a lista segue com alguns outros trabalhos que considero memoráveis (mas são tantos!):

Rainbow – Rising
Triumph – Allied Forces
Accept – Balls To The Wall
Black Sabbath – Headless Cross
The Throbs – The Language Of Thieves And Vagabonds
Lake Of Tears – A Crinsom Cosmos
Therion – Deggial
Killswitch Engage – Killswitch Engage
Sentenced – The Cold White Light
Sirenia - An Elixir for Existence

5000 acessosClóvis Eduardo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosPaulo Finatto Jr: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosMaurício Gomes Angelo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosRafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosBruno Sanchez: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosMarcos A. M. Cruz: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosRicardo Seelig: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosEduardo Contro: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosRodrigo Werneck: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosRodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net5000 acessosMarcio Baraldi: os álbuns que marcaram o cartunista5000 acessosBruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann5000 acessosUmmagumma: os álbuns que marcaram os redatores do site4981 acessosTato Deluca: os álbuns que marcaram o vocalista do Aclla5000 acessosDavid DeFeis: os álbuns que marcaram o vocalista5000 acessosEric de Haas: os álbuns que marcaram o produtor1891 acessosHaavard Holm: os álbuns que marcaram o lojista norueguês5000 acessosMarcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista5000 acessosAquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista4457 acessosTommy Lindal: os álbuns que marcaram o guitarrista3369 acessosDaniel Piquê: os álbuns que marcaram o músico5000 acessosTom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey5000 acessosEddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador5000 acessosAndreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista5000 acessosNando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar5000 acessosJeff Scott Soto: os álbuns que marcaram o vocalista5000 acessosOverkill: os discos que mudaram a vida de Bobby Blitz1601 acessosPsychotic Eyes: 10 álbuns que marcaram Dimitri Brandi1745 acessosKappa Crucis: 10 álbuns que marcaram o batera Fábio Dória3103 acessosUganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker1597 acessosSlippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi5000 acessosThiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalista1081 acessosImagery: Os 10 álbuns que marcaram Joceir Bertoni1352 acessosHellish War: os álbuns que marcaram o baixista JR3179 acessosRosa Tattooada: os álbuns que marcaram o líder do grupo1208 acessosAmazon: 10 álbuns que marcaram Renato Angelo668 acessosKappa Crucis: os 10 discos que marcaram Gerson Fischer1069 acessosHellish War: 10 álbuns que marcaram Daniel Job3142 acessosMalefactor: Os discos que marcaram Lord Vlad495 acessosDevachan: os 10 álbuns que marcaram Gabriel Dias851 acessosThe Leprechaun: Os 10 álbuns que marcaram Fabiana Santos759 acessosFire Shadow: os 10 álbuns que marcaram Francisco Kozel2729 acessosNoturnall: Os 10 álbuns que marcaram Junior Carelli1513 acessosHigher: Os 10 álbuns que marcaram Gustavo Scaranelo627 acessosThe Leprechaun: os 10 álbuns preferidos do baixista Eric Fontes1775 acessosGirlie Hell: Os 10 álbuns preferidos de Fernanda Simmonds535 acessosSeu Juvenal: 3 álbuns que mudaram vida do baixista Alexandre Tito5000 acessosRush: Os álbuns favoritos do baixista Geddy Lee5000 acessosKiko Loureiro: os cinco discos de rock que marcaram sua vida4319 acessosRichie Kotzen: dez álbuns que mudaram sua vida5000 acessosZakk Wylde: os álbuns que marcaram a vida do músico2806 acessosLimp Bizkit: os dez álbuns que marcaram Wes Borland3808 acessosMotorhead: os álbuns que mudaram a vida de Phil Campbell5000 acessosDave Lombardo: dez álbuns que marcaram a vida do baterista5000 acessosMegadeth: dez álbuns que marcaram a vida de David Ellefson5000 acessosSlipknot: os dez álbuns que mudaram a vida de Corey Taylor5000 acessosDuff McKagan: dez álbuns que marcaram a vida do baixista4368 acessosJason Becker: os 10 discos que mudaram a vida dele5000 acessosDave Mustaine: os dez álbuns que mudaram a sua vida5000 acessosCorey Taylor: os 10 discos que mudaram a vida dele

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores

David BowieDavid Bowie
Lendário cantor morre, aos 69 anos de idade

AerosmithAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

The VoiceThe Voice
Candidato canta Slipknot e passa para a próxima fase

5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal5000 acessosMax Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros5000 acessosOzzy Osbourne: "Eu detesto a expressão Heavy Metal!"5000 acessosGame of Thrones: a inspiração do Blind Guardian e Hammerfall5000 acessosAbbath: mais uma sessão de fotos impagáveis, agora na Austrália5000 acessosFaith No More: roupa umbandista para contrariar fãs tradicionais

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online