Municipal Waste: arte da velha escola do Crossover

Resenha - Art Of Partying - Municipal Waste

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Saca a arte da velha escola do Crossover e Thrash Metal? Pois é exatamente isso o que os alucinados norte-americanos do Municipal Waste propõem, e em tal nível que aqueles privilegiados que vivenciaram a década de 1980 sentirão uma grande saudade de sua juventude, das jaquetas de couro e jeans rasgados, quando o Nuclear Assault, D.R.I., Sacred Reich e tantos outros mostravam que o Heavy Metal ainda podia ser mais irritante e barulhento do que se podia supor até então.

Nascido no ano 2000 em algum ponto dos esgotos (este detalhe geográfico consta na biografia da banda...) de Richmond, Virgínia, o Municipal Waste tem em sua discografia alguns EPs e Splits, e agora está chegando ao terceiro álbum propriamente dito, novamente com seu escancarado e característico senso de humor – tanto que a ‘finesse’ de títulos como "Headbanger Face Rip", "The Art Of Partying", "The Inebriator" e a ótima "Born To Party" (gravada originalmente em 2002) já mostra toda a seriedade deste pessoal.

publicidade

Mas não se deixe enganar por sua irreverência. As letras são literalmente vociferadas em meio à velocidade e distorção instrumental, tudo perfeito para que suas apresentações ao vivo sejam encaradas pelo underground mundial como uma grande festa. E nem mesmo a tradicional ladainha que (acertadamente) alega que o grupo não passa de um imenso aglomerado de clichês consegue ofuscar a energia quase palpável de suas canções.

publicidade

Se o leitor estiver procurando por sonoridades modernas, pode ignorar completamente o Municipal Waste... Agora, se você for mais um dos famigerados ‘die hard’ que não abre mão de uma festa regada a cerveja, resíduos tóxicos e toneladas de riffs, alguns grooves, muita velocidade em canções bem curtas e isentas de quaisquer virtuose, há grandes chances de "The Art Of Partying" se tornar o seu disco.

publicidade

Formação:
Tony Foresta - voz
Ryan Waste - guitarra
Land Pil - baixo
Dave Witte - bateria

Municipal Waste - The Art Of Partying
(2007 / Earache Records - importado)

01. Pre-Game
02. The Art Of Partying
03. Headbanger Face Rip
04. Mental Shock
05. A.D.D. (Attention Deficit Destroyer)
06. The Inebriator
07. Lunch Hall Food Brawl
08. Beer Pressure
09. Chemically Altered
10. Sadistic Magician
11. Open Your Mind
12. Radioactive Force
13. Septic Detonation
14. Rigorous Vengeance
15. Born To Party

publicidade

Homepage: www.facethewaste.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraThrash Metal
10 novas promessas - incluindo uma brasileira

Municipal Waste: Banda lança violentíssima camisa em homenagem a Donald TrumpMunicipal Waste
Banda lança violentíssima camisa em homenagem a Donald Trump


Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin