Resenha - Army Of One - Riot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Na ativa desde meados da década de 70, o nova-iorquino Riot é uma destas bandas veteranas que não fazem um estrondoso sucesso, mas seus álbuns são cultuados em várias partes do globo. Considerados heróis pelos japoneses, possuem seguidores leais por toda a Europa e ainda fazem muito sucesso em algumas regiões de seu país natal. E é claro que pelo Brasil também há muitos fãs que adoram sua música, apesar do reduzido número de registros que foi lançado oficialmente por aqui.

O Riot liberou grandes álbuns e tem em sua extensa discografia um dos incontestáveis clássicos do Power Metal, "Fire Down Under" (81). O grupo naturalmente teve as fases em que foi castigado pelo mau gerenciamento de seus negócios e inúmeras trocas em seu time (o novo membro agora é o baterista Frank Gilchriest, do Virgin Steele), mas o persistente Mark Reale, guitarrista, compositor e único membro da formação original, levou o nome da banda adiante e continuou lançando bons trabalhos.

publicidade

"Army Of One", além de comemorar os 30 anos de existência do Riot, é também dedicado a seu primeiro vocalista, Guy Speranza, que morreu de câncer em novembro 2004. E, como era de se esperar, este é mais um álbum consistente que segue a linha musical adotada desde os anos 90, onde foram introduzidas sonoridades do Hard Rock da primeira geração ao seu famoso Power Metal, tendo o vocalista Mike Dimeo atuando como sempre, ou seja, esbanjando muito sentimento com sua bela voz.

publicidade

As canções variam entre velozes e outras bem mais melodiosas, ou uma mistura com ambas as características. No primeiro grupo destacam-se a abertura que dá nome ao disco, com solos de guitarras furiosos; a incrível "The Mystic" e "It All Falls Down", esta última mostrando muita influência do Rainbow.

Não mencionar a instrumental "Stained Mirror" seria um erro imperdoável. As guitarras desta música estão incríveis e mostram o talento de Reale, e fica até uma desconfortável sensação quando lembramos que o mesmo é tão negligenciado em seu país. Já em termos de melodias pegajosas, sobressaem-se "Knockin' At My Door", "Alive In The City", "Darker Side Of Light" e a balada "Helpin' Hand".

publicidade

"Army Of One" é indispensável aos fãs do Riot e bastante recomendável aos amantes da velha escola do rock´n´roll. Se o caro leitor for da geração mais nova e desconhecer este conjunto, fica a recomendação em dar uma garimpada em sua discografia, há até mesmo algumas chances de você virar um dos admiradores desta bonita mistura de metal clássico com Hard Rock.

publicidade

Formação:
Mike Dimeo - voz
Mark Reale - guitarra
Mike Flyntz - guitarra
Pete Perez - baixo
Frank Gilchriest - bateria

Riot - Army Of One
(2006 / Metal Heaven – importado)

01. Army Of One
02. Knockin' At My Door
03. Blinded
04. One More Alibi
05. It All Falls Down
06. Helpin' Hand
07. The Mystic
08. Still Alive
09. Alive In The City
10. Shine
11. Stained Mirror
12. Darker Side Of Light

publicidade

Homepage: www.riotsweb.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Loudwire: 10 álbuns pesados dos 70's que não são do Black SabbathLoudwire
10 álbuns pesados dos 70's que não são do Black Sabbath

Kerrang!: os maiores mascotes do Heavy MetalKerrang!
Os maiores mascotes do Heavy Metal


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990

Fotos de Infância: Lemmy Kilmister, do MotorheadFotos de Infância
Lemmy Kilmister, do Motorhead


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin