Resenha - American Heartbreak - American Heartbreak

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O American Heartbreak é muito persistente. Com base em San Francisco, este pessoal está batalhando no underground de seu país há quase uma década, tendo neste tempo tocado ao lado de Backyard Babies, Queens Of The Stone Age, Warrant, Cinderella, Scorpions, Sebastian Bach, L.A. Guns, e por aí vai. Mesmo assim, sua discografia é bastante modesta, com apenas um CD, além de alguns EPs, registros ao vivo e acústico.

Metallica: garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TVNotas altas: as dez mais impressionantes do Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fundado pelo guitarrista Billy Rowe (Jetboy), atualmente a formação se completa com Lance Boone (voz), Casey Crenshaw (guitarra), Michael Butler (baixo - ex-Exodus) e Johnny Cruz (bateria), a banda chega somente agora ao seu segundo álbum de estúdio. Mesmo bem preocupados com seu visual - vai do escancarado poser até algo mais cuidadosamente desleixado - o pessoal não descuida de forma alguma de sua música, cujas raízes estão fincadas no hard rock oitentista e algo nos anos 70, insinuações de metal e punk, além da indispensável energia nos refrãos, perfeitos para serem cantados nas grandes arenas.

Genérico? Bom, nada aqui é novo, mas esta mistura toda gerou um ótimo material de entretenimento. A voz de Boone é excelente, melódica e com alguma aspereza, e as guitarras também trabalham muito bem dentro de sua simplicidade e seguram atenção do ouvinte.

São muitas as faixas bacanas, e destaco "Somebody" e "Raise Up Your Hands", que se caracterizam pela naturalidade, grandes músicas onde Rowe e Casey se mostram inspirados em seus instrumentos. Muito dos riffs do AC/DC marcam presença neste trabalho, como em "Sick n' Tired" e na ótima "Crawling", esta última bem setentista. Um disco deste nunca deixaria de lado uma faixa mais amena, e "The Girl Who Knows Nothing At All" cumpre sua função com louvor, com linhas vocais carismáticas e uma seção rítmica marcante.

Confesso que não esperava muito deste disco, mas o mesmo conseguiu ir bem além de minhas expectativas. E depois da audição ficou a certeza: se houver um retorno forte do Hard Rock nos EUA novamente, o American Heartbrek pode se considerar numa ótima posição ao liberar este registro, praticamente indispensável para qualquer amante do rock de arena.

American Heartbreak - American Heartbreak
(2006 / Liquor & Poker - importado)

01. Somebody
02. Sick n' Tired
03. Love Your Abuse
04. Things Are Looking Up
05. Raise Up Your Hands
06. The Girl Who Knows Nothing At All
07. The Last Of The Superheroes (Of The 1970s)
08. Unhappy Ever After
09. 21 & Easy (Simple Things Like Rock n' Roll)
10. Crawling
11. Falling Angel
12. Isolation
13. Bitch

Homepage: www.americanheartbreak.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "American Heartbreak"


Metallica: garoto de 10 anos destrói com Enter Sandman em programa de TVMetallica
Garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TV

Notas altas: as dez mais impressionantes do Heavy MetalNotas altas
As dez mais impressionantes do Heavy Metal


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336