Canobliss: mainstream sem detrimento de inteligencia

Resenha - Psychothermia - Canobliss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


As vezes aparecem por aqui alguns álbuns com uma sonoridade realmente estranha... O Canobliss até pode parecer um conjunto calouro, mas está longe de sê-lo. Natural da San Diego, Califórnia, o pessoal está na ativa desde 1998, mas em função de uma formação que nunca deu muito certo, a banda somente conseguiu estrear em disco em 2007, com "Liberation Of Dissonance", que conseguiu boa repercussão pela suas vizinhanças.

Kiss: "Rock and roll é um trabalho para otários!"Musculação: os músicos mais bombados do heavy metal

E parece que a coisa está enfim engrenando para o Canobliss, pois agora está liberando seu segundo registro, este muito bom "Psychotermia", um EP independente com oito composições de um rock pesado que, por não seguir um estilo rígido, visa claramente o lado mainstream da coisa, mas nunca em detrimento de uma musicalidade realmente inteligente.

Tão caótico quanto indefinível, "Psycothermia" possui uma musicalidade inspiradíssima, que usa e abusa de estilos como Hard Rock, Heavy Metal, e ainda flertando sutilmente - bem sutilmente! - com o Hip Hop e Jazz. E não pense o precipitado leitor que sua música se mostra intragável! Pelo contrário, o vocalista é carismático por sua versatilidade e seus instrumentistas são competentes ao conseguir manter tudo amarrado e, mesmo com as faixas sendo muito distintas entre si, existe uma linha de coerência por todos os pouco mais de 35 minutos de audição.

O Canobliss já foi comparado pelos veículos especializados de seu país com feras do porte de System Of A Down, Metallica, Tool, Godsmack, Rage Against The Machine e até Slipknot. Guardadas as devidas proporções, pode até ser... De qualquer forma, "Psycothermia" merece ser conferido por aqueles que apreciam o lado mais alternativo do rock pesado, moderno e com aquela substância tipicamente norte-americana.

Formação:
Johan Maldonado - voz
Samson Pedroza - guitarra
Jon Russo - guitarra
Chenzo Vidalez - baixo
Mike Russo - bateria

Canobliss - Psychothermia
(2008 / independente - importado)

01. Notorious
02. Psychothermia
03. Convicted Again
04. Adios
05. Take Vics
06. Slingshot
07. Pangea
08. Convicted Again (radio edit)

http://www.canobliss.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Canobliss"


Kiss: Rock and roll é um trabalho para otários!Kiss
"Rock and roll é um trabalho para otários!"

Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalMusculação
Os músicos mais bombados do heavy metal

Corey Taylor: não comprem a playboy da Lindsay LohanCorey Taylor
"não comprem a playboy da Lindsay Lohan"

Guns N' Roses: funkeiro assassina clássico máximo da bandaGuns N' Roses
Funkeiro assassina clássico máximo da banda

Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Beatles: os filhos (quase clones) dos Fab FourBeatles
Os filhos (quase clones) dos Fab Four

Slash: falando sobre Adele, Guns N' Roses, filhos e maisSlash
Falando sobre Adele, Guns N' Roses, filhos e mais


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336