Abattoir: Longe de ser um clássico, mas sólido suficiente

Resenha - Only Safe Place - Abattoir

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Fundado no distante ano de 1982, o norte-americano Abattoir deixou muitas lembranças positivas entre os brasileiros que tiveram acesso ao vinil "Vicious Attack" (85), um debut que causou impacto pela velocidade e ‘crueza’ que se insinuavam pelos lados do Thrash Metal. O tempo passou, mas agora o público também pode ter acesso ao sucessor "The Only Safe Place", que está sendo lançado por aqui numa grande sacada do selo Heavy Metal Rock.

Fotos de Infância: Yngwie MalmsteenLed Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973

Apesar da boa recepção da estreia, ocorreram algumas mudanças na sonoridade de "The Only Safe Place". Contando então com o versátil vocalista Mike Towers (Heretic), o Abattoir preparou um registro mais diversificado, explorando arranjos com mais cuidado e optando por uma produção relativamente polida no Westlake Áudio de Los Angeles. O resultado foi um disco bastante pesado, porém com melodias que foram interpretadas como ‘apelo comercial’ – ô exagero! – e gerou repercussões mistas que duram até hoje.

Independente de o Abattoir ter amadurecido e dividido tanto as opiniões, o repertório se revelou bastante significante ao longo dos 40 minutos de audição. "Nothing Sacred" é certamente a mais grudenta e provavelmente funcionou muito bem ao vivo, mas é a força de canções como a faixa-título, "Hammer Of The Gods", "Bring On The Damned" e "Night Of The Knife" que ajudou a conquistar uma considerável parcela dos fãs de Speed e Power Metal.

Infelizmente alguns dos músicos do próprio Abattoir também ficaram descontentes com a linha mais acessível do disco, partindo para outros projetos e gerando constantes de trocas de músicos até a banda encerrar as atividades alguns anos depois. O ostracismo durou até o final da década de 1990 e, acredite se quiser, ainda que tenha anunciado o retorno à ativa com o vocalista original Steve Gaines, a coisa ainda permanece tão instável que nunca mais vingou algum disco de estúdio.

De qualquer forma, a Century Media adquiriu os direitos de todo o catálogo da Combat Records e relançou "The Only Safe Place" em 1999. Este é um disco que está longe de ser um clássico, mas é sólido o suficiente para ser adquirido pelos devotos da estética oitentista tão bem representada por nomes como Iron Angel, Savage Grace, Agent Steel, Metal Church, Exciter e afins. Dêem uma conferida, há muita coisa boa por aqui!

Contato: www.myspace.com/abattoirca

Formação:
Mike Towers - voz
Danny Oliverio - guitarra
Mark Caro - guitarra
Mel Sanchez - baixo
Danny Anaya - bateria

Abattoir - The Only Safe Place
(1986 / Combat Records – 2011 / Heavy Metal Rock – nacional)

01. Intro: Beyond The Altar
02. Bring On The Damned
03. The Only Safe Place
04. Nothing Sacred
05. Hammer Of The Gods
06. Back To Hell
07. Temptations Of The Flesh
08. Under My Skin
09. S.B.D. (Feel The Fire)
10. Night Of The Knife




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Yngwie MalmsteenFotos de Infância
Yngwie Malmsteen

Led Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973Led Zeppelin
Sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin