Dr Sin: Michel Téer comenta os sete anos do fã-clube da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Rádio Brasil 2000 - Banda Dr.Sin com o Mike Vescera
Rádio Brasil 2000 - Banda Dr.Sin com o Mike Vescera
Capas de CDs do Dr.Sin, CDs oficiais, singles, importados e raros
Capas de CDs do Dr.Sin, CDs oficiais, singles, importados e raros
Dr.Site no especial de fã-clubes da All TV
Dr.Site no especial de fã-clubes da All TV
Exposição do Fã-clube no Evento AnimABC
Exposição do Fã-clube no Evento AnimABC
Michel, Andria Busic e Mike Terrana no Live n' Louder
Michel, Andria Busic e Mike Terrana no Live n' Louder
Evento AnimABC - Confraternização dos fãs-clubes do Viper, Dr.Sin e Thuata de Dannan
Evento AnimABC - Confraternização dos fãs-clubes do Viper, Dr.Sin e Thuata de Dannan
Rádio Brasil 2000 - Dr.Sin e Mark Cross (ex-Helloween)
Rádio Brasil 2000 - Dr.Sin e Mark Cross (ex-Helloween)

O Dr. Sin, desde que surgiu dividindo o palco com Nirvana e L7 no Hollywood Rock Festival de 1993, passou a ser a banda de Hard Rock com maior aceitação entre o público brasileiro, posição que se mantém até os dias de hoje. Tendo isto em vista, e, aliado ao fato do fã-clube deste conjunto estar completando sete anos de existência, o Whiplash! foi trocar algumas idéias com Michel Camporeze Téer, o presidente do Dr. Site (mas que apelido bem sacado, não?!) e ainda webmaster da homepage do grupo.

Entre os vários assuntos abordados num papo bem descontraído, Michel fala sobre a programação do Fã-Clube em comemoração ao seu aniversário, com muita coisa interessante aos fãs do conjunto, curiosidades sobre fãs-clube e alguns dos projetos envolvendo os membros do Dr. Sin.

Whiplash!: Com certeza grande parte dos leitores do Whiplash! não conhece Michel Camporeze Téer. Por favor, se apresente ao pessoal.

Tenho 25 anos, sou publicitário, dedico boa parte do tempo a leituras e estou sempre ouvindo boa música.

Whiplash!: Obviamente você é um fã do Dr. Sin. Mas como surgiu a oportunidade de ser o presidente do fã-clube da banda?

Tudo aconteceu despretensiosamente. Sempre estive nos shows, fotografando e elaborando releases dos shows para promover o Dr. Sin e o Fã-Clube. O Andria, Ivan e o Edu sempre foram muito atenciosos comigo, reconheceram a sinceridade dessa dedicação e sempre me apoiaram em tudo. Foi um processo natural e desde então tenho essa função.

Whiplash!: Quantos sócios o Fã-Clube do Dr. Sin possui?

O Dr. Site funciona como um fã-clube virtual, basta acessar o site e o fã terá acesso a todas as informações. A proposta é promover o Dr. Sin, independente de estatutos ou mensalidades. Hoje temos um número grande de acessos e de fãs cadastrados em nosso newsletter (sistema informativo de atualizações). Acredito que eles podem ser chamados de sócios mesmo não tendo qualquer compromisso conosco. É assim que trabalhamos, oferecemos informação e material sem restrições.

Whiplash!: Michel, você tem contato com os administradores de outros fãs-clubes pelo Brasil. Qual é a maior dificuldade encontrada por todos vocês?

Sim, tenho contato com vários presidentes de fãs-clubes. A maior dificuldade é o tempo, pois em geral ter um fã-clube exige muita dedicação e não podemos deixar de trabalhar para conquistar nosso pão de cada dia. Infelizmente não dá para viver de fã-clube.

Whiplash!: Quais são os atrativos que o fã de alguma banda pode ter sendo sócio de um fã-clube, ao invés de, tradicionalmente, comprar apenas seus CDs, DVDs ou algumas revistas com matérias de sua banda preferida?

Acredito que o maior atrativo é o fácil acesso às informações. Alguns fãs-clubes também sorteiam singles, gravações de shows (bootlegs), ingressos ou fotos autografadas. Esporadicamente conseguimos alguns CDs autografados para sorteio ou convites, mas infelizmente nem sempre é possível.

Whiplash!: O Fã-Clube do Dr. Sin está completando sete anos agora em maio (parabéns!!!). Considerando que o brasileiro médio que curte rock n'roll geralmente não dá tanto valor às bandas nacionais, quais foram os maiores avanços e os momentos mais difíceis deste período para você?

É verdade, as pessoas parecem não se identificar com o rock brasileiro. O mais engraçado é que muitas vezes o reconhecimento começa de fora para dentro, o que deixa isso em evidência é a quantidade de acessos e contatos que recebemos do exterior.

Quanto aos avanços que alcançamos nesses sete anos de fã-clube, acredito que está sendo agora.

Estar presente em todos os shows e ter a possibilidade de colocar no Dr. Site tudo o que acontece dentro e fora dos palcos é um grande avanço. Uma vez fomos homenageados pela ALL TV, a convite do amigo Marcio Baraldi, foi muito gratificante, assim como está sendo agora ao ser homenageado aqui no Whiplash!, um site que diariamente acesso. Muito Obrigado!

Whiplash!: Muito do reconhecimento vem de fora? E quais são os países que mais acessam o Dr. Site?

Sim, me correspondo com fãs de vários lugares do mundo. Em especial da França, EUA, Espanha e Japão; uma vez um fã da Indonésia entrou em contato conosco. É muito legal ter esse contato com os fãs de outros países, pois você acaba por conhecer outros costumes, gostos e cultura de um modo geral.

Whiplash!: Uma pergunta para complicar sua vida: você sabe qual banda teve seu primeiro Fã-Clube no Brasil?

Difícil responder, mas o fã-clube mais antigo em que tenho contato é o do Raul Seixas. Muitas vezes converso com o Silvio Passos, presidente do fã-clube, e ele conhece mais do Raul do que a própria família dele. Risos...

Whiplash!: Em sua opinião, quais os fãs-clube pelo mundo que tem maior êxito, apoio da banda e fãs?

Acho que o do Kiss, pelo que leio na internet e em algumas revistas eles fazem até convenções e exposições do fã-clube, soube até que os próprios músicos do Kiss participam dos eventos. Tudo o que vi do fã-clube do Kiss sempre me chamou muita atenção.

Whiplash!: E algum álbum do Dr. Sin é unanimidade entre os fãs? E o teu preferido?

Entre os fãs acho que posso falar que o "Brutal" (95) é unânime. A pergunta é difícil, pois sempre ouvi os CDs e cada um deles parecem refletir diferentes estados de espírito. Atualmente tenho ouvido bastante uma coletânea que sempre levo para ouvir no carro. Gosto muito de todos os CDs, mas se tivesse de citar um, creio que seria o "Insinity" (98).

Whiplash!: Sim, também curto muito o "Brutal", além do "Listen To The Doctors" (05). Muito legal esta coletânea de covers que tem em comum a palavra 'doctor'. "Just What The Doctor Ordered" (Ted Nugent) e "Doctor Doctor" (UFO) são minhas preferidas...

Pois é, esses dois CDs são muito legais. O "Brutal" tem vários clássicos, estou sempre ouvindo ele... Quanto ao "Listen To The Doctors", gosto muito de todas as músicas e assim como você, a "Just What The Doctors Ordered" e a "Doctor Doctor" estão entre minhas preferidas, mas não dá para não destacar também a "The Doctor".

Whiplash!: Sete anos de vida é um bom número para um fã-clube de uma banda de rock n'roll... O Fã-Clube do Dr. Sin estará promovendo algum evento em comemoração a esta data?

Sim, estamos... A partir do primeiro dia de abril publicaremos várias entrevistas inéditas, uma por semana com pessoas que tocaram no 'Doctor' ou mesmo outros músicos que já tocaram com Andria, Edu ou o Ivan. Será um bate papo bem descontraído e que trará muitas curiosidades. Essa é uma das poucas maneiras de comemorar esses sete anos e ao mesmo tempo integrar todos os fãs, seja do Brasil ou exterior. Também teremos uma versão especial de uma música do Dr.Sin feita pelo "Dr.Sin Cover", uma música de significado especial para nós do fã-clube.

Whiplash!: Michel, atualmente até onde vai seu contato com o pessoal do Dr. Sin?

Hoje somos amigos, estamos sempre em contato para colocar as novidades em dia. Sempre estamos nos falando seja para conversar sobre shows, futebol, fã-clube, sites, capas de CDs e por aí vai... O mais legal de tudo é perceber que, além de tê-los como referência no quesito música, é saber que existe uma amizade acima de qualquer coisa...

Whiplash!: Falando em capas de CDs, acho a de "Listen To The Doctors" a mais bonita da discografia do Dr. Sin. Os créditos destas ilustrações estão divididos entre você e J.A. Torquato, não? Qual sua participação neste projeto gráfico em específico?

A ilustração foi criada pelo Torquato, ele é uma fera na ilustração. Aprendi muito com ele mesmo não participando de todos os processos da capa. Minha participação foi planejar e montar todo o projeto gráfico do CD (diagramar o box, elaborar o livreto e alguns efeitos), dá um trabalho lascado mas acredito que ver o resultado final é muito recompensador para todos os envolvidos.

Whiplash!: E os planos para o próximo álbum do Dr. Sin? Sabe de algo que possa vazar para os leitores?

Ao conversar sobre esse especial do Fã-Clube, o Ivan Busic me disse que já estão preparando um novo CD de inéditas e pela empolgação dele o CD parece que será um dos melhores lançamentos do Dr.Sin (tô louco pra ouvir isso).

Outra novidade é que os irmãos Andria e Ivan têm feito alguns trabalhos como produtores musicais e também algumas participações em CDs de outros artistas, como a Twiggy (cantora), Ferrorama, Dani Varani e o cantor Hudson (da dupla sertaneja Edson e Hudson), que está preparando um CD instrumental para lançar ainda esse ano. O Edu Ardanuy, além de estar presente em alguns desses projetos, também está finalizando o seu CD solo; já ouvi algumas faixas e esse CD está "matador"!

Whiplash!: CD solo do Edu? E como está soando? Será todo instrumental?

Caramba, falar sobre o projeto solo do Edu é difícil, pois é um CD bem diferenciado se compararmos com CDs de outros guitarristas. Ouvi quase todas as faixas, ainda em versão demo, e pelo que pude notar ele esta dirigindo a sonoridade do CD para uma linha mais pesada, músicas recheadas de riffs pesados que passam por vários estilos sem perder a identidade. O mais legal disso tudo é que esse é um dos CDs mais esperados por todos esses guitarristas, pois o Edu ia lançar um CD-solo em 1993 e, por inúmeros motivos, o CD nunca saiu. Aguardem...

Whiplash!: Michel, você sabe se há planos para relançarem o disco do Platina ou os do Taffo, que foram bandas algumas das bandas pelas quais os irmãos Busic passaram?

O Platina foi relançado em 2001 pelo selo Baratos Afins do amigo Luiz Calanca. Quanto aos dois discos do Taffo, nunca foram relançados, uma pena, porque esses discos têm músicas fantásticas, inclusive uma delas (Intuição) foi adaptada no solo da música "Down In The Trenches", na versão do DVD e CD "10 anos ao Vivo".

Whiplash!: Ok, Michel! Agradeço pela atenção e o espaço é todo teu para algum complemento.

Gostaria de agradecer o Whiplash! pelo espaço e pelo convite de realizar essa matéria em um momento tão especial para o Dr.Site. Muito obrigado a vocês e sempre que precisarem de qualquer material ou informação do fã-clube, estaremos sempre a disposição. Valeu !!!

Fã-Clube: www.drsiteonline.com.br
Homepage: www.drsinonline.com.br



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Dr Sin"


Rock: seis bandas que se inspiraram na cultura PopRock
Seis bandas que se inspiraram na cultura Pop

Dr.Sin: acabou-se a magia da espera de um discoDr.Sin
"acabou-se a magia da espera de um disco"


Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionaisRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.