Axegressor: bastante direto e saudavelmente datado

Resenha - Command - Axegressor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Natural da Finlândia e na ativa desde 2006, o Axegressor mostrou todo seu apreço pelo bom e velho Thrash Metal europeu já no ano seguinte, quando liberou “Axecution”, um EP que mostrava uma fúria incontida digna de quem precisa provar algo a alguém. E, como diz aquele antigo ditado popular...? ‘A primeira impressão é a que fica’, certo?
5000 acessosSlash: o segredo do timbre do guitarrista5000 acessosMarcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista

Bom... Nem tanto. “Command” é o primeiro álbum completo da banda, mas não possui o impacto destrutivo daquele EP todo nervoso. Nem com esse tanque de guerra aí da capa para intimidar, diga-se. Mas esta conclusão está longe de ser realmente depreciativa, pois não há como negar que o debut foi preenchido com música de qualidade, que absorveu e digeriu toda a influência da tradição oitentista do Thrash Metal alemão ao lado de uma linha mais norte-americana.

Tudo é bastante direto e saudavelmente datado. Os finlandeses procuram encaixar inúmeras passagens mais cadenciadas como nas ótimas “Strangled By Life” e “Holy Terror”, mas é quando o Axegressor pisa fundo no acelerador que aparece a maior parte dos pontos altos do disco, provocando e instigando o ouvinte, especialmente com faixas como "Damage-Inked" e a curta “Iron Will Executor”.

Tendo nos riffs matérias-primas que claramente demonstrem sua devoção pelo estilo, “Command” apresenta muito da consistência que se espera do Thrash Metal, mas ainda não é o suficiente para se sobressair no atual e tão concorrido cenário. Quer dizer, se este for o real intento da banda... De qualquer forma, o Axegressor merece ser conferido pelo leitor que aprecia Kreator e Slayer, que são as maiores influências perceptíveis por aqui.

Contato:
http://www.myspace.com/axegressorthrashmetal

Formação:
Johnny Nuclear Winter - voz
Seba Forma - guitarra
Aki Paulamäki - baixo
Atte Mäkelä - bateria

Axegressor - Command
(2009 / Dethrone Music – importado)

01. Introcrusher
02. Born Of Pain, Bred With Fear
03. Damage-Inked
04. Barricade Command
05. Psalm Before The Storm
06. Not
07. Strangled By Life
08. Iron Will Executor
09. Holy Terror
10. Servants
11. Axegressor

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Axegressor"

SlashSlash
O segredo do timbre do guitarrista

Marcos De RosMarcos De Ros
Conheça os álbuns que marcaram o guitarrista

Paul McCartneyPaul McCartney
Um baita susto pregado por George Harrison

5000 acessosIron Maiden: quinze canções que definem a banda5000 acessosW. Axl Rose: antes do Hollywood Rose e do Guns houve o Rapidfire5000 acessosLoudwire: as 10 melhores músicas do Nirvana5000 acessosNapalm Death: "Religião não serve para nada!"2815 acessosFotos de Infância: Dave Grohl, do Foo Fighters e Nirvana5000 acessosAerosmith: Joey Kramer afirma que Axl Rose mantém fãs "reféns"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online