Matérias Mais Lidas

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

YouTube ajudou Eric Clapton a montar o quebra-cabeça anti-vacina; me chamam de loucoYouTube ajudou Eric Clapton a "montar o quebra-cabeça anti-vacina"; "me chamam de louco"

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Após treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do SepulturaApós treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do Sepultura

O álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do NightwishO álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do Nightwish

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

Metallica: Kirk não botou fé no Black Album e acabou perdendo o Porsche por causa dissoMetallica: Kirk não botou fé no Black Album e acabou perdendo o Porsche por causa disso

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Barão Vermelho: a curiosa história do clássico Por Você, segundo Maurício BarrosBarão Vermelho: a curiosa história do clássico "Por Você", segundo Maurício Barros

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

Altona Floor Jansen relembra trabalho com produtor mais alto e experiente que elaAltona Floor Jansen relembra trabalho com produtor mais alto e experiente que ela

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

Iron Maiden: não há treta entre Steve Harris e Bruce Dickinson (vídeo)Iron Maiden: não há treta entre Steve Harris e Bruce Dickinson (vídeo)


Alabama Thunderpussy: pesadão e retrô

Resenha - Open Fire - Alabama Thunderpussy

Por Ben Ami Scopinho
Em 09/04/07

Nota: 8

Bom, é inegável que a capa de "Open Fire", o sexto álbum do Alabama Thunderpussy, pareça indicar novos rumos ao rock pesadão, enlameado e ‘mezzo’ retrô já consagrado desta grande banda. Considerando ainda que este disco conte com um novo vocalista, então já viu...

Realmente existe uma nova orientação – ou um desenvolvimento? – musical, mas nada que os distancie tanto assim de seu consagrado estilo. Vamos dizer que tudo está com um sentimento mais metálico, tradicional e oitentista, além de um bom distanciamento do rock sulista norte-americano de seu último registro, "Fulton Hill" (04). De resto, sua música continua tão boa como sempre foi. Ou até melhor.

O Alabama Thunderpussy nunca apresentou queda na qualidade de sua música com as freqüentes trocas de membros em sua década de existência, tanto que Kyle Thomas (Exhorder, Floodgate) é o terceiro vocalista que passa pela banda e se mostra tão melódico quanto feroz (lembra algo de Chris Cornell), e já está totalmente integrado ao conjunto. Muito dos méritos destas novas canções devem ser creditadas também ao guitarrista Ryan Lake, grande destaque individual, que dispara grandes solos e riffs distorcidos, alguns remetendo diretamente ao saudoso Judas Priest (quem diria?).

E o álbum se mostra uma delícia em sua audição. Com uma produção devidamente crua e sem excessos, temos as excelentes e melodiosas "Whiskey War" e "The Beggar", que são as que mais se aproximam do velho Alabama, enquanto momentos mais pesados aparecem em "The Cleansing", "Valor" e na faixa-título. Merece citação ainda a intensidade dos refrões de "Words Of The Dying Man" e, principalmente, "Greed", que encerra o disco mostrando muito da habilidade de seu novo vocalista.

Um trabalho arrasa-quarteirão digno de veteranos, sendo totalmente indicado aos amantes de Black Label Society, Pantera, Corrosion Of Conformity, Saxon e Judas Priest.

Formação:
Kyle Thomas - Voz
Ryan Lake - Guitarra
Erik Larson - Guitarra
Mike Bryant - Baixo
Bryan Cox - Bateria

Alabama Thunderpussy - Open Fire
(2007 / Relapse – importado)

01. The Cleansing
02. Void Of Harmony
03. Words Of The Dying Man
04. The Beggar
05. None Shall Return
06. Whiskey War
07. A Dreamer’s Fortune
08. Valor
09. Open Fire
10. Brave The Rain
11. Greed

Homepage: www.atprva.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.