Paradise In Flames: Black caótico e pomposo

Resenha - Homo Morbus Est - Paradise In Flames

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


O Paradise In Flames é um conjunto de Belo Horizonte (MG) que, com apenas duas demos nas costas, já excursionou incessantemente por vários estados brasileiros antes de liberar seu primeiro disco, "Homo Morbus Est" (do latim, "homem é a doença") em 2006, e que está chegando agora ao Whiplash!.

Sendo distribuído pelo selo português MDR Records, "Homo Morbus Est" foi gravado por A. Damien (voz, guitarra e teclado), R. Andrade (guitarra e baixo) e T. Andrade (bateria), que investem num Black Metal contemporâneo com tal esmero que se mostra preparado para enfrentar toda e qualquer concorrência que já há alguns anos vem se instalando no cenário.

publicidade

Os arranjos são muito lapidados, com os teclados se encarregando dos mais variados climas obscuros e sinfônicos, mas nunca em detrimento do peso absurdo. Ainda que entremeado por passagens mais cadenciadas e fazendo uso de muitas melodias, geralmente tudo é bastante veloz e com boas doses de Death Metal. O fruto de tudo isso é algo brutalmente caótico e até mesmo pomposo, mas sabiamente sem nunca se afastar das raízes do underground.

publicidade

"Everlasting Scars", "Cancerous Cells", "Mortal Ossetia", "Black Legion" e "Five Pillars Of Genocide" são alguns ótimos exemplos que realmente tornam este disco tão promissor. E tudo não é ainda mais interessante pelo fato de o Paradise In Flames não ter definido uma linha que realmente o distinguisse dos muitos outros conjuntos que optaram por seguir este gênero. Mas isso é algo que provavelmente desabrochará com o tempo.

publicidade

De qualquer forma, "Homo Morbus Est" é um trabalho sincero, muito bem executado e que merece uma cuidadosa audição por parte dos amantes do Black Metal Sinfônico, em especial quem curte a fase do sombrio "Stormblast", do Dimmu Borgir. Enquanto isso, a banda segue firme tocando pelo Brasil e se aventurando por outros países latino-americanos.

Paradise In Flames - Homo Morbus Est
(2006 / MDR Records – nacional)

publicidade

01. Orchestra Of The Days (Intro)
02. Everlasting Scars
03. Cancerous Cells
04. Empty Feelings
05. Epilogue
06. Marks Of A Lost Innocence
07. Mortal Ossetia
08. It´s All Wrong
09. Black Legion
10. Five Pillars Of Genocide
11. World`s Sickness
12. Blurred Faith
13. Prelude
14. The War Is About To Begin

Homepage: www.paradiseinflames.com


Outras resenhas de Homo Morbus Est - Paradise In Flames

Paradise in Flames: Black mórbido na veia da escola grega




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Paradise In Flames: banda lança oficialmente novo álbum Devil's Collection

Paradise In Flames: banda estreia novo single, "Nahemah"

Paradise In Flames: banda estreia clipe para "Devil From the Sky"

Paradise In Flames: versão ao vivo em estúdio de "Has Never Seen a World Without Wars"


Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do siteWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin