Resenha - Killing Hopes - Disharmonic Fields

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Disharmonic Fields deve servir de exemplo a todas as bandas que ficam se lamentando por não colocarem seus trabalhos no mercado pelo fato de não obterem apoio das gravadoras. OK, a vida não é fácil. Porém, cansados de esperar por tal apoio, a pessoal aqui arregaça as mangas e acaba por lançar seu primeiro CD chamado "Killing Hopes" de forma totalmente independente.

Rede Globo: em 1985, explicando o que são os metaleirosBruce Dickinson: A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vindo do Paraná, o Disharmonic Fields surgiu em 1998 e já passou por várias trocas de membros, contando atualmente com Nelson (voz), Bruno e Sandro (guitarras), Eloi (baixo) e André (bateria). Em 2001 colocam no mercado sua primeira demo chamada "Beyond The Black Horizon", recebendo ótimas críticas da mídia especializada.

Com "Killing Hopes", gravado em seu próprio estado, o quinteto não fica devendo em absolutamente nada às bandas que conseguem liberar seus trabalhos através de gravadoras organizadas. Material de divulgação caprichadíssimo, o visual gráfico do CD é muito bom e o melhor: sua música é empolgante e tem ótima gravação, sendo o mais puro heavy metal, coisa de encher os ouvidos mesmo! Linhas vocais que mesclam agressividade e melodias com muito sentimento, guitarras de ótimos timbres com riffs palhetados e uma cozinha competente. Isso vem dando certo há décadas quando bem feito e se aplica perfeitamente aqui.

Destaques para a faixa-título, com ótimo trabalho nos riffs e que conta ainda com a participação da voz gutural de Cláudio Rovel (figurinha carismática do grande Sad Theory), muito bom também os trabalhos de vozes em "Dimension Of Pain". "No Witness... No Death!" e a galopante faixa que dá nome à banda ficarão matadoras ao vivo, que músicas! E sinceramente a coisa não pára por aí, é um disco feito para bangear.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora, azar das gravadoras e distribuidoras que não apóiam bandas deste calibre... E azar também dos headbangers que ignorarem a música do Disharmonic Fields, grupo que se mostra honesto e consciente de seu potencial. No Brasil existem inúmeras bandas com trabalhos bem superiores à dos gringos, e "Killing Hopes" é um exemplo mais do que decente e que honra o metal verde-amarelo.

DISHARMONIC FIELDS - Killing Hopes
(2005 - independente)

01. Seize The Day Heaven Is Too Above...
02. Killing Hopes
03. Dimension Of Pain
04. Blinded
05. No Witness... No Death!
06. Don't Try To Scream
07. Shadow Of Souls
08. Disharmonic Fields
09. The Day After
10. Covered In Red
11. Sad Fading Man
12. Walls Of Purgatory

Homepage: www.disharmonicfields.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Disharmonic Fields"


Rede Globo: em 1985, explicando o que são os metaleirosRede Globo
Em 1985, explicando o que são os metaleiros

Bruce Dickinson: A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?Bruce Dickinson
A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280