Resenha - DEMOníaca vol. 01 - Cartel da Cevada

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Fundado em abril de 2005 em Porto Alegre (RS), o Cartel da Cevada chega com seu primeiro CD-Demo, "DEMOníaca". Igor Assunção (voz e guitarra), Nando Rosa (guitarra), Richard Zimmer (baixo) e Andrei Veiga (bateria) trazem o mais puro rock'n'roll pesadão e cantado em português, bem direto e sujo.

Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasBruce Dickinson: deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldia

São três canções muito bacanas, com bases realmente influenciadas por Kiss, AC/DC e Lynyrd Skynyrd, e até mesmo lances mais modernos como Corrosion Of Conformity e Spiritual Beggars e, seguindo a linha do nome da banda, as letras são realmente escrachadas.

"A Puta Mais Feia" e "Eles Por Elas" trazem um Hard Rock bem pesado com letras "trágicas" - olha, se a história contada na faixa "A Puta Mais Feia" for verdadeira, acho bom o cara aí parar de beber antes de trepar...

Mas a faixa mais legal é a própria "Cartel Da Cevada", com certo swing sacana, um solo eficiente e com a mais fácil assimilação, uma ótima canção!

... Pena que só trazem três faixas...

Contato: www.carteldacevada.cjb.net

Cartel da Cevada - DEMOníaca vol. 01
(2006 - CD-Demo)

01. A Puta Mais Feia
02. Eles Por Elas
03. Cartel da Cevada




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cartel da Cevada"


Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Bruce Dickinson: deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldiaBruce Dickinson
Deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldia


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.