RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado


Stamp

Carapuça: com forte temperamento latino

Resenha - Verdade Doa a Quem Doer - Carapuça

Por Ben Ami Scopinho
Postado em 25 de novembro de 2012

Nota: 8

É indiscutível que o rock brazuca, que encontrou tanto respaldo entre a mídia e público na década de 1980, simplesmente caiu no limbo sem o apoio das gravadoras e os pagamentos de 'jabás' às rádios. Mas a necessidade de se expressar sempre falará mais alto e vez ou outra aparecem bandas muito boas atuando pelo underground e lançando discos memoráveis – Mostarja, Mundo Cao e Madame Saatan são exemplos a serem lembrados. E o Carapuça, formado em 2007 lá no ABC Paulista, mostra muita atitude em sua estreia, "A Verdade Doa a Quem Doer".

O Carapuça faz uso de um verdadeiro coquetel de influências para estruturar suas composições, e muitas vezes de maneira mais instintiva do que assimilativa. O resultado é um repertório com canções bastante distintas entre si, mas tendo em comum um forte temperamento, tipicamente latino e com uma 'malandragem' consciente ao criticar e ironizar o comportamento humano. E o título "A Verdade Doa a Quem Doer" é perfeito para a empreitada.

Se "Fuckin´ War" deixa claro que o Carapuça não possui lá muita vocação em oferecer canções em inglês, são as outras 13 composições que mostram músicos totalmente confortáveis em seus respectivos postos, cujo poder de fogo faz com que a menção toda especial recaia sobre a distorcida faixa-título, "A Nova Lei", "Ela Manda", "Lenhadores do Mar" e "Boy Maloqueiro", que detona com os boyzinhos metidos a favelados.

O áudio é definidíssimo e, apesar de toda a distorção que permeia boa parte dos 45 minutos, há munição de sobra para atrair o afeto de quem curte Camisa de Vênus, Barão Vermelho, Raimundos e até mesmo o falecido Raul Seixas. É bem por aí mesmo. Dê uma conferida no site dos caras, além do disco físico bem caprichado, o mesmo também está disponível para download. Talvez a Carapuça te sirva, caro leitor...

Contato:
http://www.carapuca.com
http://www.myspace.com/carapuca/photos

Formação:
Animal - voz
Gustavo Presa - guitarra
Danilo Ramos - baixo
Sérgio Fernandes - bateria

Carapuça - A Verdade Doa a Quem Doer
(2012 / independente – nacional)

01. A Verdade Doa a Quem Doer
02. A Nova Lei
03. Adrenalina
04. Aqui Se Faz Aqui Se Paga
05. Ela Manda
06. Eu Vou Com Deus
07. Carapuça
08. Fanático
09. Lenhadores do Mar
10. Ryu
11. Boy Maloqueiro
12. Fuckin War
13. Vingança Natural
14. Um Dia Seremos Um


Outras resenhas de Verdade Doa a Quem Doer - Carapuça

Resenha - Verdade Doa A Quem Doer - Carapuça

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".
Mais matérias de Ben Ami Scopinho.