Matérias Mais Lidas

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemBaixista do Faith No More diz que integrantes odiavam músicas do "The Real Thing"

imagemMetallica: a explicação da banda para o volume do baixo no And Justice For All

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemRevista Veja diz que Rock in Rio virou "túmulo do rock" e explica motivo

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemOzzy acha que suas novas músicas deveriam ter sido gravadas pelo Black Sabbath

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemA história da capa de "Christ Illusion", que fez o Slayer ter problemas

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemLars Ulrich: "Não sou um baterista particularmente talentoso"

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemO álbum de David Bowie que Mick Jagger disse que achou "horrível"


Stamp

Matanza Ritual vai lançar músicas próprias, revela Jimmy London

Por Igor Miranda
Em 14/03/22

O Matanza Ritual não ficará restrito à realização de shows com músicas do Matanza. A nova banda formada por Jimmy London no vocal, Antonio Araujo (Korzus) na guitarra, Felipe Andreoli (Angra) no baixo e Amilcar Christófaro (Torture Squad) na bateria já compôs canções inéditas e as lançará em breve.

Foto: Caike Scheffer
Foto: Caike Scheffer

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A informação foi revelada pelo próprio Jimmy, em entrevista ao canal IgorMiranda.com.br no YouTube (vídeo disponível ao fim da matéria). Na ocasião, o frontman destacou que o Matanza Ritual foi montado apenas com o objetivo de celebrar o legado do Matanza, grupo que encerrou atividades em 2018, mas o bom relacionamento entre os integrantes fez com que novas músicas surgissem.

"Não teve nenhum show antes da pandemia. A gente ensaiou e aí veio a pandemia e nem rolou nenhum show. Seríamos só um projeto, aí a pandemia parou a gente. Ficamos trocando ideia, falando de música, mostrando uma base aqui, falando de uma ideia ali... agora a gente já tem umas, sei lá, dez, doze músicas prontas. Muito em breve lançaremos nossa primeira música autoral. Faremos um disco, virando alguma coisa que nem a gente sabe muito bem o que é ainda, mas se aproxima muito de uma banda", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro single, inclusive, está com seu respectivo videoclipe pronto, de acordo com Jimmy. "Até nossos shows estarem rolando, a gente já vai estar com essa música inédita e o clipe rolando. Sobre as outras músicas, aí sim será uma questão de quando é que vamos decidir tocar pra frente isso, como vamos nos organizar como banda, quando começaremos a gravar, quando será bom pra todo mundo. Tenho duas bandas, além do Matanza Ritual tenho o Jimmy & Rats, por isso tenho que dar atenção pros meus filhinhos (risos), não dá pra escolher o preferido, então acho que no meio do ano vou fazer mais shows com o Jimmy & Rats, dar uma atenção, fazer o lance rolar também", declarou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As apresentações às quais o vocalista se refere fazem parte da primeira turnê do Matanza Ritual, que percorre o Brasil entre março e maio. A agenda pode ser conferida abaixo.

Sonoridade

Ainda durante a entrevista, Jimmy London disse não saber ao certo como será a sonoridade das músicas do Matanza Ritual, de um modo geral. "Geralmente faço essas coisas com o Antonio, tínhamos uma demo dessa música, de bateria feita em casa e tal, mas na hora de gravar ela foi para outro lado, ganhou muito mais pressão: o jeito que eles tocam, a questão de pegada mesmo, de timbragem... a música foi pra um lugar muito mais pesado que o original. Os três têm uma mão pesada, nada fica levinho", contou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O vocalista conseguiu antecipar, porém, um pouco do teor das letras. "Fico o tempo todo me policiando para não cercear a diferença. Quero que isso vá pro lugar que tem que ir. Está saindo um lance meio pesado, com letras mais... não diria sérias, mas não-irônicas, e acho que vai ficar mais ou menos aí. É divertido às vezes? É, mas acho que é mais... tudo foi escrito durante a pandemia, então nada é muito esperançoso, sabe? Mas as melodias são bonitas. Por enquanto, o que tenho pra te dizer é: são melodias bonitas com as letras meio desesperançosas em cima de umas bases meio pesadas", pontuou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E o Jimmy & Rats?

A união de Jimmy London com a banda Rats, que rendeu o álbum "Só Há Um Caminho a Seguir" (2021), não ficará parada. O vocalista adiantou que novos shows serão realizados com a banda, embora não exista planejamento para gravar em estúdio.

"Novo disco (com o Jimmy & Rats) não. Até pensamos em fazer um single, fora de disco. Como fizemos um crowdfunding para esse disco e mandamos bem, conseguimos chegar nos objetivos, a gente pensou em vários clipes. Inclusive o disco é um filho da pandemia. Começamos a gravar e a pandemia começou na hora em que iríamos mixar. Então, lançamos no ano passado e não teria show, não tinha mais o que fazer. Aí previmos uns cinco ou seis clipes. Ainda tem mais uns clipes para fazer desse disco atual e daí para frente é fazer alguns singles e dar um tempo para compor", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa pode ser assistida no player de vídeo a seguir. Na ocasião, Jimmy também revelou outros detalhes a respeito do Matanza Ritual e fez uma discografia comentada do Matanza.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Doidon Pixote: "Cantigas Apocalípticas" é o segundo álbum da banda do ex-Matanza China

Matanza: a batera pesada e os pratos raros do Jonas


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.