Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemMetallica: a explicação da banda para o volume do baixo no And Justice For All

imagemBaixista do Faith No More diz que integrantes odiavam músicas do "The Real Thing"

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemLars Ulrich: "Não sou um baterista particularmente talentoso"

imagemO álbum de David Bowie que Mick Jagger disse que achou "horrível"

imagemAntes mesmo do fim do primeiro semestre, Mike Portnoy escolhe seu "Álbum do ano"

imagemA história da capa de "Christ Illusion", que fez o Slayer ter problemas

imagemOzzy acha que suas novas músicas deveriam ter sido gravadas pelo Black Sabbath

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemA música sobre bissexualidade que Nando Reis não canta por causar desconforto


In-Edit

Nick Barker declara: "Tocar Thrash Metal no Brasil é uma coisa meio louca"

Por Maicon Leite
Fonte: Wargods Press
Em 13/03/22

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Na última terça-feira, 08/03, o canal do YouTube HEAVY CULTURE conversou com Nicholas Barker, baterista do Brujeria e com passagens marcantes pelo Dimmu Borgir e Cradle of Filth. O músico britânico, considerado um dos melhores na sua área, também assumiu as baquetas do Lock Up desde sua fundação, em 1998 até seguir outros caminhos em 2017, tendo gravado quatro álbuns com o super projeto de Metal extremo. Dentre suas influências estão nomes como Neil Peart, Gene Hoglan, Clive Burr, Nicko McBrain, Dave Lombardo, e Pete Sandoval. E para falar sobre suas origens, influências, pelas bandas que passou e planos futuros, o staff do canal recebeu Barker para um bate-papo franco e descontraído, destacando o tempo pelo qual passou pelo Testament, em 2007, relembrando inclusive um show em São Paulo: "Tocar com o Testament foi fantástico, foi ótimo. Houve muita especulação recentemente que eu seria o novo baterista, mas não, não é verdade, apenas para a tour, e isso foi quando Gene (Hoglan) desistiu. Algumas semanas atrás todo mundo na indústria da música achava que era eu que iria substitui-lo, mas não, não era eu. Mas foi muito divertido tocar e fazer turnês com o Testament, me diverti muito, especialmente no Brasil. Eu comemorei meu aniversário em São Paulo! Tocar Thrash Metal no Brasil é uma coisa meio louca, o público fica agitado. Todas as vezes que toquei no Brasil o público foi incrível. É muito diferente dos outros países".

Ainda sobre o Testament, o músico comentou um pouco mais sobre os rumores de sua possível volta às baquetas da lenda do Thrash: "Eu realmente fui um membro do Testament por um curto período de tempo até ter alguns problemas de imigração nos EUA. Então fui deportado e enviado de volta para o Reino Unido. Esse foi meio que o fim da minha experiência com o Testament. Ainda somos grandes amigos e quando Gene desistiu algumas semanas atrás, sim, eu fui considerado para o trabalho". E questionado sobre seu maior desafio, o baterista conta: "eu diria que meu maior desafio é o estúdio, sempre porque sofro de uma ansiedade muito forte, assim que eles dizem "gravar" minha mente enlouquece. Tenho muita insônia durante o período em estúdio e tudo que eu ouço é o "click track" sempre que tento dormir à noite, isso é horrível, o estúdio realmente fode com minha cabeça e com minha ansiedade. Na situação ao vivo é muito diferente porque há a emoção, a multidão os fãs, é menos clínico, há uma sinergia com o público".

Recentemente o baterista participou do álbum solo de Biff Byford, vocalista do Saxon, intitulado "School of Hard Knocks". Sobre sua experiência com esta lenda viva do Metal mundial, Barker deu mais detalhes, relembrando também sua amizade com o produtor Andy Sneap, que já trabalhou em discos do Saxon: "eu conheço o Biff há algum tempo, porque sou muito amigo do Andy Sneap, o produtor musical. Ele toca no Judas Priest agora, e ele cresceu muito perto de onde eu moro, nós éramos amigos desde a adolescência e quando ele estava na banda de Thrash nos anos 80 Sabbat... Eles provavelmente são a melhor banda de Thrash do Reino Unido de todos os tempos. Eles eram caras locais quando nós éramos crianças, nós os seguíamos pelos shows locais, nós carregávamos todos os seus equipamentos e então, eventualmente, começamos uma amizade e isso foi nos anos 80... Na verdade eu gravei as demos de pré-produção do Saxon para o álbum "Battering Ram" com o Andy no Backstage Studios, porque o Nigel, o baterista do Saxon, teve um aneurisma cerebral, então ele estava no hospital e não podia tocar bateria então ele me perguntou se eu faria a bateria para a pré-produção do Andy. A antiga banda do Andy, Hell, fez uma turnê no Reino Unido com o Saxon alguns anos atrás e eu era o gerente de turnê do Andy e ele estava no Hell na turnê do Saxon, então eu conhecia os caras do Saxon e Biff me perguntou se eu realmente gostaria de tocar bateria em algumas músicas... Para mim, ser convidado para tocar bateria no álbum de Biff foi muito especial porque o Saxon são heróis locais nesta parte do Reino Unido, foi meu primeiro show e foi bastante simbólico para mim. Você nunca pensa em fazer esse tipo de coisa ou fazer parte disso porque você é como um fã assistindo isso. Se alguém tivesse me dito quando eu tinha 11 anos "um dia você vai tocar sua bateria no álbum do Biff Byford" ninguém acreditaria em mim!".

Para conferir o bate-papo completo com Nick Barker, acesse:

O HEAVY CULTURE tem dedicado o mês de março aos bateristas, e após ter conversado com Abaddon, ex-Venom, e Nicholas Barker, do Brujeria, agora receberá Lee Harrison (Monstrosity e Terrorizer), no dia 15/03, e para finalizar o mês especial, no dia 29/03 será a vez de Perry Strickland, do Vio-Lence, contar um pouco de sua trajetória. O canal também conversou com o brasileiro Anderson Tiago, do canal do YouTube NWOTHM Full Albums, que ao longo dos anos tem trabalhado com afinco na propagação da New Wave of Traditional Heavy Metal pelo mundo. O bate-papo foi realizado pela correspondente na Alemanha, Deny Hexenschuss, onde foi abordado o interesse de Anderson (hoje radicado na Holanda) por este subgênero do Heavy Metal e como funciona seu trabalho com o canal.

Confira o bate-papo com Anderson Tiago:

Mais informações:
https://www.facebook.com/heavyculturebra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Nick Barker declara: "Tocar Thrash Metal no Brasil é uma coisa meio louca"


Brujeria: bruxaria, assassinatos no México e tráfico?

Brujeria: O tão falado show da "favela" carioca


Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent


Sobre Maicon Leite

Maicon Leite é assessor de imprensa na Wargods Press, colaborador na revista Roadie Crew e um dos autores do livro Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho, dentre outros projetos e publicações.

Mais matérias de Maicon Leite.