Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"


Airbourne 2022

O lugar onde Janis Joplin achou "uma coisa horrível" tocar; "Ninguém agita lá!"

Por André Garcia
Em 12/03/22

No panteão do rock há poucos intérpretes cuja capacidade de envolver emocionalmente e incendiar o público se compare a de Janis Joplin. Ela própria descrevia o que fazia no palco não como a apresentação de um número para a plateia, mas como fazer amor com ela — cada uma das dezenas de milhares de pessoas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por isso, a impulsiva cantora, habituada aos festivais mais quentes dos Estados Unidos, ao tocar na Europa sentiu um choque térmico com a audiência de lá, mais fria e racional. Conforme relembrado em publicação do site faroutmagazine.co.uk, em entrevista a Dick Cavett, em 1969, Janis Joplin deu sua opinião sincera sobre o público europeu.

"Eu fui para a Europa e toquei lá por cerca de um mês. Matei eles de susto, eu acho." Definindo a experiência como "uma coisa horrível", ela explicou que "ninguém se solta, ninguém agita lá. Eles são tão intelectuais... Eles sentam e ficam analisando o sentido do seu trabalho em vez de curtir. Eles não deixam rolar."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Janis Joplin era uma pessoa inquieta e à frente de seu tempo, sempre esperando os demais acompanharem seu ritmo. Prova disso é que, em menos de 10 anos, o punk surgiu e terminou o que ela iniciou ao finalmente incendiar a sonolenta a Europa.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.