Matérias Mais Lidas

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemJulian Lennon relembra quando Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para ele

imagemRandy Rhoads gostava de tocar as músicas do Black Sabbath?

imagemTony Iommi: surpreendendo ao eleger seu "Deus do Rock"

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemAmilcar Christófaro diz que chegou a sondar Vitor Rodrigues para retornar ao Torture Squad

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemTuomas Holopainen achou que o Nightwish fosse acabar após saída de Marko Hietala

imagemDicionário do Metal: cinco bandas com a letra A


Lift Detox
Stamp

Sarah Jezebel Deva: ouça nova versão de "A Sign of Sublime" com guitarrista do Mayhem

Por Emanuel Seagal
Postado em 06 de novembro de 2021

A vocalista Sarah Jezebel Deva (Torn Between Two Worlds, ex-Cradle Of Filth) lançou a música "A Sign Of Sublime (Redux)". A faixa é uma nova versão da música do seu primeiro disco, "A Sign of Sublime", lançado em 2010, e conta com participações especiais de Lindsay Schoolcraft (ex-Cradle Of Filth) e Ghul (Mayhem).

A cantora comentou a respeito: "Não fiz segredo que a maioria de nós envolvidos com o resultado do álbum 'A Sign Of Sublime' tivemos uma grande decepção. Não falo das faixas orquestrais, já que duas delas estavam fora da demo que Chris Rehn e eu fizemos antes de formarmos o Angtoria. Estou falando sobre as faixas de metal. Eu nunca quis ser apenas uma cantora de apoio, nunca foi o plano, então quando você consegue um contrato de gravação com seu próprio nome, é algo muito importante. Vou poupar vocês dos detalhes mas, isso estragou os sonhos que eu tinha antes de começar a carreira solo. Eu me lembro do Dan, o cara que fez a mixagem me dizendo fora do estúdio como tudo estava super editado e que literalmente não poderia fazer nada para salvar o álbum. Basicamente, você não pode enrolar um cocô de cachorro no açúcar de confeiteiro na esperança de que tenha um gosto bom."

"Eu nunca vi um centavo do álbum, nunca vi uma declaração de vendas ou streaming e toda a experiência deixa um gosto amargo na boca. O guitarrista que também tinha um sonho, bem, eu não sabia explicar o que havia acontecido porque sabia que ele não acreditaria em mim e paramos de conversar, mas anos depois, tentando fechar a porta no que diz respeito ao álbum e da empresa que o destruiu, nós decidiu regravar a faixa-título e mostrar às pessoas como deveria ser, como deveria ter soado. Desde que encontrei o Dan, nós nos tornamos bons amigos, ele está ao meu lado desde que tentou mixar aquele álbum, então, sem ele, essa faixa não teria acontecido."

"Tive tantas pessoas boas, amigos, que se envolveram ou deram sua benção para esta regravação, estou honrada e me sinto extremamente sortuda. Podemos regravar 'Lady Tyranny' no início do próximo ano também, mas assim que isso for feito, a porta estará fechada. Espero que as pessoas gostem, mas peço não para ouvir via streaming ou comprar o álbum original, vá ao YouTube e confira se for necessário. Espero que tudo isso faça sentido e muito obrigado."

Ouça a nova versão da faixa no player abaixo.

Recentemente a cantora também participou do single "Nocturna", da banda baiana de death/black metal Carnified.

Cradle of Filth: ex-vocalista junta-se aos brasileiros da Carnified em novo single

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais matérias de Emanuel Seagal.