Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemCinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemKiss: Fã de comédia romântica, Paul Stanley lista seus filmes preferidos


Stamp

WASP: Chris Holmes diz que Lawless matou a banda; "é insuportável, é tudo sobre ele"

Por Emanuel Seagal
Em 10/11/21

O guitarrista Chris Holmes se juntou ao W.A.S.P. em 1982 e permaneceu com o grupo até 1990, retornando à banda em 1996, ficando desta vez por cinco anos e não retornando desde então. O ex-guitarrista discutiu seu período com o W.A.S.P. em entrevista realizada pela Totalrock Radio.

"Blackie, enquanto eu estava na banda, tomou algumas decisões muito ruins, decisões MUITO ruins, que mataram a banda", afirmou.

"No segundo álbum, é ele... eu o conheço desde os 18, 17, quando ele supostamente terminou de tocar com os New York Dolls, eu o conhecia, e no primeiro álbum eu JAMAIS sonharia que isso aconteceria com ele. Tornou-se tão insuportável, era tudo sobre ele, mais do que qualquer outra coisa. Foi uma mudança radical. A banda tinha quatro pessoas quando começou, desculpe foi isso que nos fez uma banda, e então com Tony Richards saindo, Blackie tinha que estar na capa (do segundo álbum da banda, 'The Last Command'). Seu ídolo era Muhammad Ali, e era apenas uma pessoa, não é um time. É isso que ele quer. Na estrada ele tomou algumas decisões erradas, que eu falava pra ele a respeito, e ele não queria me ouvir. Chegou a um ponto onde eu (desisti e) só tocava guitarra. Eu amava tocar nos shows e ninguém nessa banda me dizia como tocar, então...", acrescentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"W.A.S.P. poderia ter sido uma boa banda se pudesse manter todas as pessoas juntas. Acho que é uma boa banda agora", disse.

Assista o bate-papo completo, em inglês, sem legendas, no player abaixo.

Em agosto, durante participação no Colisão Podcast, Edu Lane, responsável pela Tumba Productions, falou sobre sua experiência negativa com o W.A.S.P., quando o vocalista Blackie Lawless teria se recusado a cumprimentá-lo e só falava com terceiros através do seu empresário, que por sua vez teria ficado com ciúmes da banda do Andreas Kisser, que abriu o show do W.A.S.P., e desligou os amplificadores no meio do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O W.A.S.P. foi muito decepcionante pra mim, o cara (Blackie Lawless) foi muito babaca, babaca demais, preconceituoso, cheio de historinha. Inclusive teve uma passagem que o empresário deles ficou meio com ciúmes da banda que estava abrindo. Uma das bandas que estava abrindo pro W.A.S.P., no extinto Via Funchal, botei o Vader inclusive na turnê junto com o W.A.S.P., aí chamei a banda que o Andreas Kisser tinha na época, junto com um time de peso, aí botei a banda pra tocar e o empresário ficou meio com ciúmes...", disse ele.

Confira a história completa no link abaixo.

W.A.S.P.: empresário "ciumento" desligou equipamento do Andreas Kisser no meio do show

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Túnel do Tempo: 25 músicas lançadas em 1985, um ano de ouro para o thrash metal

Chris Holmes, Ex-W.A.S.P. comenta sobre estado de saúde após tratamento contra câncer

2007: 15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento

W.A.S.P.: como Lawless foi parar no filme do Village People e deixou produtor confuso

W.A.S.P.: o casamenteiro de Lita Ford e Chris Holmes!

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.