Matérias Mais Lidas


Marilyn Manson: de suásticas a tortura, reportagem detalha supostos abusos sexuais

Por Igor Miranda
Postado em 16 de novembro de 2021

Os jornalistas Kory Grow e Jason Newman assinam uma extensa reportagem para a revista Rolling Stone sobre as acusações de abuso sexual e outros crimes contra Marilyn Manson. O artigo foi produzido a partir de uma apuração de 9 meses que incluiu 55 entrevistas e informações sobre os processos movidos por mulheres que acusam o artista dos delitos em questão.

Marilyn Manson - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Em meio às alegações, chama atenção a descrição dos supostos crimes cometidos por Manson contra mulheres com as quais mantinha relações. Há, ainda, outras caracterizações de comportamento, que incluiriam racismo e fascínio pela história do nazismo.

Aviso: o conteúdo a seguir descreve supostos crimes de abuso sexual.

De acordo com as mulheres que acusam Marilyn Manson dos delitos em questão, o cantor apresentava uma espécie de padrão no que diz respeito a seus relacionamentos amorosos. De início, ele demonstrava bastante afeto com intuito de ganhar confiança das mulheres. Em alguns casos, ia até rápido demais: chegava a propor casamento e constituir família logo nas primeiras semanas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Com o passar do tempo, segundo elas, o comportamento ficava agressivo. Um dos relatos mais fortes indica a suposta existência de um local chamado "sala das garotas más" - um cubículo do tamanho de um provador de loja de roupas, com isolamento acústico, onde as mulheres eram trancadas quando tinham "mau comportamento". Seria uma das formas de tortura psicológica adotadas pelo artista.

A modelo Ashley Morgan Smithline, uma das diversas mulheres que acusam Manson dos delitos em questão, diz que o cantor fazia o local parecer "legal" de início. "Depois, ele fazia aquilo parecer uma punição. Mesmo se eu gritasse ali, ninguém me ouviria. [...] Primeiro, você luta contra aquilo - e ele gosta do sofrimento. Mas aprendi a não lutar contra aquilo, pois eu estaria dando o que ele queria", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Em entrevista concedida em 2012 a outra revista, o músico confirmou a existência da "sala das garotas más". "Se alguém é má, posso trancá-la dentro desse lugar, que tem isolamento acústico", declarou ele na ocasião.

A atriz Esmé Bianco, conhecida pelo trabalho na série "Game of Thrones", relatou outras formas de tortura, inclusive física. Ela conta que chegou a ser agredida fisicamente com um "chicote que ele disse ter sido usado pelos nazistas". O cantor seria colecionador de memorabilia nazi.

Bianco também apontou abusos sofridos por meio de privação de sono e choques elétricos, entre outros, além de ter sido perseguida pelo cantor com um machado em mãos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Relatos também apontam comportamento racista por parte do artista, que "parecia sentir prazer em usar termos discriminatórias diante de negros", de acordo com fontes não identificadas ouvidas pela revista. Até mesmo a decoração de seu apartamento seria perturbadora, com "sangue, suásticas e fotos de revistas pornográficas", segundo a publicação.

Além de Smithline e Bianco, a atriz Evan Rachel Wood e a ex-assistente Ashley Walters, bem como outras mulheres que mantiveram seu anonimato, acusam Marilyn Manson, judicialmente ou não, dos crimes citados. O músico nega as alegações e diz ser alvo de uma ação conjunta para destruir sua carreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Marilyn Manson: As acusações de abuso contra o músico

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS