Matérias Mais Lidas

imagemApós incidente, Axl Rose anuncia mudança nos shows do Guns N' Roses

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemJulian Lennon relembra como era sua relação com seu pai, John Lennon

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemNazareth: Brian Johnson homenageia Dan McCafferty

imagemPantera faz primeiro show da turnê de reunião: veja setlist, fotos e vídeos

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemMetallica: James Hetfield sobre o "St. Anger": "Pelo menos é honesto"

imagemPink Floyd: Roger Waters conta como relação com David Gilmour e Rick Wright era tóxica

imagemBeatles: Ringo Starr conta como foi o seu último encontro com John Lennon

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemA banda de rock que impressionou Paulo Ricardo e o fez ver grandeza do estilo em São Paulo

imagemGene Simmons admite que "Ace estava certo" sobre o Kiss no começo dos anos 80

imagemPink Floyd: Para David Gilmour, reunião de 2005 no Live 8 foi "como dormir com a ex"


Stamp
Summer Breeze

Angra: Felipe Andreoli conta como ganhou espaço e confiança em seu local de trabalho

Por Emanuel Seagal
Postado em 05 de novembro de 2021

O baixista Felipe Andreoli (Angra, 4Action) participou de uma entrevista no canal do Thales Queiroz no YouTube para divulgar seu álbum solo "Resonance". Durante o bate-papo o músico falou sobre como ao longo dos anos passou a ter mais responsabilidades na banda, e como isso isso foi fruto de aprendizado e proatividade.

"Acho que é uma soma de muitos fatores. Primeiro é demonstrar a personalidade adequada para tomar conta de certos assuntos, e segundo lugar a proatividade, de você se propor a fazer, não esperar ninguém te pedir, não esperar existir a demanda, você se oferecer, 'olha, eu poderia ajudar nisso', aí você vai lá e executa um trabalho X e prova que você pode fazer aquilo bem", explicou ele sobre como foi ganhando espaço e confiança na banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu sempre procurei sempre ser muito proativo. Aprendí demais, teve um momento inicial de mais aprendizado que qualquer coisa com os caras, especialmente o Kiko e o Rafa, que já tinham dez anos de banda internacional nas costas, enquanto eu tinha zero. Aprendí muito sobre muita coisa, e conforme eu fui ficando mais confortável, tendo mais informação, aí eu fiquei mais a vontade para contribuir mais, em vários aspectos. Essa contribuição só aumentou ao longo dos anos, conforme eu ia assumindo mais coisas, por vontade, por iniciativa própria, e aí a relação de confiança vai aumentando, os caras passam a contar com você para determinados assuntos, para determinadas coisas, então foi um processo bastante natural, tanto de amadurecimento meu como profissional, quanto da minha proatividade em querer assumir determinadas atividades dentro da banda, e isso me posicionou para poder me tornar um gestor, efetivamente dentro da banda, que participa ativamente de todas as decisões, e planeja o futuro da banda. Executa no presente e planeja o futuro", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Thales questionou se houve um momento específico onde responsabilidades burocráticas foram delegadas. "Nunca claramente houve um "ah, você faz isso agora". Foi um processo natural e gradual. Depois que o Kiko saiu eu naturalmente assumí uma porção de outras coisas, a minha voz se tornou mais importante nos processos de decisão. Não é porque eu conquistei no grito ou porque eu falei 'eu tenho que opinar', simplesmente porque ao longo dos anos as pessoas perceberam que eu era coerente nas minhas opiniões e quando eu me propunha a fazer alguma coisa eu fazia bem feito."

O bate-papo pode ser assistido na íntegra no player abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Angra: Andreoli revela inspiração do Angra, e não é nada do "saturado power metal"

Angra: "Apesar de experimentalismo, há limite até onde você pode ir", diz Andreoli

"Resonance" pode ser conferido abaixo e conta com as seguintes faixas:

01 - Driven
02 - Resonance
03 - Thorn In Our Side (com Simon Phillips & Dino Jelusick)
04 - Not A Day Goes By
05 - Metaverse (com Virgil Donati & Andre Nieri)
06 - Neutron Star (com Brett Garsed)
07 - Chaos Theory
08 - Down The Line (com Guthrie Govan)
09 - Sagan (com Kiko Loureiro)
10 - Thorn In Our Side (Instrumental) (com Simon Phillips)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Angra trabalhando em novo disco; confira prévia da "rifeira loca"

Angra: Felipe Andreoli comenta polêmicas e reações exageradas por parte dos fãs

Felipe Andreoli: "Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Angra: Felipe Andreoli conta como ganhou espaço e confiança em seu local de trabalho

Black Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e Ozzy

Cranberries: A triste história da letra de "Zombie"


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais matérias de Emanuel Seagal.