Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"


Stamp

Bathory: super banda preparando tributo para shows

Por Emanuel Seagal
Fonte: Imhotep
Em 25/04/10

O webzine Imhotep disponibilizou um vídeo, que pode ser conferido abaixo, contendo entrevista e trechos de ensaio do super grupo que fará um tributo ao BATHORY. A banda, nomeada "Twilight of The Gods" (sexto álbum do Bathory), conta com os seguintes músicos:

- Alan Nemtheanga (PRIMORDIAL)
- Blasphemer (AVA INFERI, AURA NOIR, ex-MAYHEM)
- Frode Glesnes (EINHERJER)
- Nick Barker (BENEDICTION, ex-DIMMU BORGIR, ex-TESTAMENT)
- Patrik Lindgren (THYRFING)

O BATHORY foi formado em 1983 pelo músico sueco Quorthon, falecido em 2004, e lançou doze álbuns. A banda teve grande influência no viking metal e é uma das pioneiras do black metal.

Confira alguns trechos da entrevista.

Como tudo começou?

Alan: "Apenas mandei uns e-mails por aí, tentando descobrir quem estaria interessado, quem eu já conhecia que poderia ou teria interesse em fazer".

Frode: "Quando eu ouvi pela primeira vez que uns caras iriam fazer covers do Bathory, eu apenas torcí que talvez eu estivesse tocando no mesmo festival para que eu pudesse ver o show, sabe? Então, é, alguns dias depois recebi o e-mail do Alan, e tudo mudou".

Paul e eu vimos vocês na sala de ensaio hoje e tem soado muito bem, e vocês tem feito isso há três dias. Como vocês se preparam para o show que vocês farão no fim de maio?

Blasphemer: "Eu acho que todos nós, quando definimos a lista de músicas, todos nós ensaiamos as músicas em casa, é claro, então nos encontramos muito bem preparados, além disso, temos ensaiado sete ou oito horas por dia".

Nicholas Barker: "Agora estou me sentindo mentalmente exausto, mas estou certo de que todos outros estão, porque tivemos, cerca de oito horas de ensaio, mas tem soado bem, todos tem trabalhado duro, e tudo está funcionando, bem rápido na verdade, em três dias".

Frode: "Eu estava bastante confiante de que conseguiríamos, é claro, e, não sei, o sentimento, toda a atmosfera na banda tem sido ótima".

Blasphemer: "Ele me perguntou se eu teria tempo e interesse em participar, e eu achei que era uma ótima idéia, então aceitei".

Nicholas: "O mesmo pra mim, Alan me contactou via e-mail e explicou tudo, quais eram suas intenções, e eu também recomendei o senhor Blasphemer como guitarrista, enquanto estávamos discutindo membros que se encaixariam, e acho que tudo funcionou".

Blasphemer: "Meu primeiro encontro com o Bathory foi o álbum 'Blood Fire Death', a faixa-título na verdade, eu a ouví numa rádio sueca na verdade, nos anos oitenta, e fiquei fascinado".

Se fosse algo focado nos trabalhos mais recentes da banda, seria algo interessante pra você do mesmo jeito?

Patrik: "Provavelmente não seria interessante pra mim, para mim os álbuns épicos são realmente os trabalhos do Bathory que eu realmente aprecio".

A escolha das músicas foi um processo difícil?

Blasphemer: "Não, discutimos as músicas, mas havia faixas óbvias que tínhamos que tocar, como a música 'Blood Fire Death', não seria um tributo apropriado se não tivesse essa música, em minha opinião".


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.