Dave Mustaine: "Não falo sobre o que não conheço"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Hardrock Haven, Tradução
Enviar Correções  

Chris A., do Hardrock Haven, entrevistou em 2010 o líder do MEGADETH, Dave Mustaine. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como líder do MEGADETH o fato de você sempre manter a banda com um estoque de guitarristas incríveis feitos para te dar a oportunidade de se destacar um pouco com os seus vocais ou te força a ser um guitarrista melhor?

Dave Mustaine: "Bem, se é me dada a oportunidade de me destacar como vocalista, eu ainda não o fiz pois eu não tenho muita confiança em mim como cantor. Eu não cantava quando comecei, eu apenas gostava de tocar guitarra, e na verdade, na minha última banda era só o que eu fazia – tocar a guitarra solo. O meu negócio é esse. Eu me lembro de uma noite na passagem de ano, Dave Ellefson [baixista do MEGADETH] e eu estávamos ensaiando e tínha um cara vindo fazer testes para a banda e ele entrou e tinha passado lápis de olho. Ele tinha um monte de cerveja e Dave e eu estávmos morando na van do Dave e pegando garotas, então bebemos a cerveja dele toda e deixamos ele cantar enquanto a cerveja durasse. Depois que ela acabou, dissemos ‘você esta demitido’. Quero dizer, eu não posso ter um cara com lápis nos olhos no MEGADETH! Então Dave disse, ‘Por que você não canta?’ Eu tentei mas eu me senti como se tivesse um dormente de ferrovia atravessando meus globos oculares porque eu não sei respirar. Quando você canta, se você não tirar todo o ar pra fora do seu corpo enquanto canta, não importa o quão legal você acha que está, você vai se dar mal porque você vai desmaiar. Eu tentei cantar. Eu não gostava mas acabei fazendo porque não conseguíamos encontrar ninguém".

Você teve aulas de canto?

Dave Mustaine: "Eu tive duas aulas de canto, mas não vou dizer o nome das pessoas. Uma foi uma mulher de 70 anos em Hollywood que me pegou por trás e pos as mãos dentro das minhas calças. Eu pensei, sabe, isso tá errado. Então teve outra com um cara em Hollywood que pediu pra eu desabotoar minhas calças para ele examinar meu diafragma. Eu disse ‘Cara, meu diafragma tá aqui em cima. Diafragmas nas calças pertencem às fêmeas.’ Então eu não sei o que minhas partes íntimas tem a ver com uma aula de canto mas eu acho que tem algo a ver com a respiração. Foi realmente muito estranho pra mim. E pensei, se isso é parte de ser um vocalista, eu vou ser um gritador profissional".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seu mais novo lançamento, "Endgame", é um grande disco de metal, qual foi a inspiração por trás da sua música ‘1320’? Obviamente é sobre corrida de dragster mas o que te levou a escrever a canção?

Dave Mustaine: "O que aconteceu foi que quando eu era menino, eu costumava ir ao Autódromo Internacional de Orange County. Eu era autodidata. Minha mãe se mudou quando eu tinha 13 anos então tive de aprender a como viver nas ruas então eu fui meio como o Oliver Twist. Eu era um menino de rua. Eu ia pra pista e comprava um ingresso. No caminho pra pista eu parava em uma drogaria e comprava uma daquelas canetas coloridas. Eu entrava e eles carimbavam minha mão, e voltava pro lado de fora no estacionamento e trocava ingressos o dia inteiro por bebidas, drogas e dinheiro que eu podia colocar nos meus pequenos bolsos de adolescente. Então eu entrava e via o evento principal e via os carros nitro. Desde que tinha 13 eu sou fascinado com corrida. Eu ia a feiras e via MotoCross. Eu amo o cheiro das motos e da pista. É uma pena agora porque você está tão próximo da pista e as pessoas estão bêbadas e eles querem que eu assine merda e tire fotos e eu só quero ver a corrida. Para mim, se eu sair pra fazer algo, eu estou saindo pra fazer algo, não dar autógrafos. É por isso que eu não saio muito porque eu não quero que as pessoas pensem que eu sou um esnobe. Eu não quero ser grosseiro, eu tento ser amigável com os fãs porque eu sei quem me deu esse estilo de vida fabuloso – o presente veio do Senhor, mas eu não estaria aqui sem o apoio dos fãs".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você tem uma autobiografia. Como foi pra você rever parte da sua vida que você tornou pública no papel?

Dave Mustaine: "Ela está por aí desde sempre, porque eu sempre fui muito aberto sobre minha carreira desde que comecei. Eu não acho que exista nenhuma razão pra esconder as merdas porque as pessoas vão descobrir. E se você tirar o vento das velas deles, eles não podem usá-lo contra você. Não é auto-depreciação, ou algo parecido, mas pra mim, eu acho que é essa transparência que faz que quando as pessoas conversam comigo elas sabem o que vão ter. Elas sabem que eu não falo bobagens e elas sabem que eu sou bem inteligente sobre o que falo a respeito porque se eu não sei sobre um assunto, eu não vou falar dele".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa (em inglês) está no link abaixo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Thin Lizzy, Metallica: A história de Whiskey in the JarThin Lizzy, Metallica
A história de "Whiskey in the Jar"

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Goo336 GooInArt Cli336 Goo336 Goo336