RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Slash: Como ele largou os vícios em drogas, álcool e cigarro?

Por Nathalie Delahousse
Fonte: Contact Music
Postado em 26 de abril de 2010

O ex-guitarrista do GUNS N' ROSES - cujo nome real é Saul Hudson - admite que ele foi puxando o freio de sua forma de se divertir porque tentar ficar bêbado ou chapado começou a se tornar um "inconveniente" muito grande.

Foto: Travis Shinn
Foto: Travis Shinn

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele explica: "Abandonar a bebida aconteceu gradualmente. Não é mais tão divertido. Com drogas e bebida você está sempre perseguindo alguma lembrança de quando você teve um momento realmente bom, o que é difícil de ser re-criado. E minha tolerância é tão alta, que eu precisava beber tanto, ou usar tantas drogas para fazer valer a pena, que acabou se tornando um inconveniente."

O roqueiro de 44 anos também abandonou o vício em 60 cigarros por dia após ter sido confrontado com a morte de sua mãe, Ola, que faleceu por câncer de pulmão em 2009.

Ele explica: "Eu fumei durante a coisa toda. Eu me sentava com ela no hospital e logo já saía para fumar. Sua doença foi tão súbita, o sofrimento durou 7 meses e eu estive lá o tempo todo."

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"A cada cinco minutos eu precisava de um cigarro - se tornou um vício. Mas então eu fiquei doente com um caso severo de pneumonia. Eu não pude fumar por duas semanas, então resolvi tentar parar."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Slash: guitarrista morria de medo de contrair AIDS


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Nathalie Delahousse

Nathalie Delahousse é Designer, Assistente de produção em shows e aficcionada pelo bom e velho Rock'n'roll e suas vertentes... Uma verdadeira Rocklady...
Mais matérias de Nathalie Delahousse.