Judas Priest: por pouco música aparece no "Toy Story 3"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Attention Deficit Delirium, Tradução
Enviar Correções  

Bryan Reesman, do Attention Deficit Delirium, visitou a Pixar Animation Studios na região de São Francisco no início desse mês para assistir a uma versão quase completa do "Toy Story 3".

Algumas tomadas ainda não estavam totalmente finalizadas e uma trilha sonora temporária foi usada (em sua maior parte de músicas dos dois últimos filmes), mas isso não teve importância. Essa sequencia provou ser um acréscimo valioso à franquia, e é na verdade um pouco mais obscuro do que os outros filmes, o que me serve bem. Não estamos permitidos a discutir o enredo, mas de qualquer forma eu odeio ‘spoilers’ mesmo.

Uma coisa que me deslumbrou ao ver a versão em 2D do filme, e o que foi posteriormente confirmado na oportunidade de assistir a versão em 3D no dia seguinte, foi a inclusão de "Electric Eye" do JUDAS PRIEST. Só o que digo é que o clássico riff de abertura da música é usado duas vezes por alguns segundos no começo, retumbando de um carro.

publicidade

Naturalmente, eu fui o único jornalista a perceber, e quando mencionei isso no dia seguinte ao diretor Lee Unkrich e à produtora Darla K. Anderson, eles ficaram encantados e impressionados que meu ouvido pegou aquilo. Unkrich me disse que infelizmente a música não estaria no filme final, apesar deles terem usado algo com o mesmo efeito. (Também fui informado por um representante da Disney que ela não vai sair em nenhuma sessão de teste daqui pra frente em virtude de questões de direitos autorais. Esse tinha sido um evento de imprensa privado). Quando perguntei a Unkrich e Anderson se eles eram fãs de metal, responderam ‘Somos para aquela sequencia’"




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Judas Priest: Acreditem nos cientistas, pede Rob HalfordJudas Priest
"Acreditem nos cientistas", pede Rob Halford

Judas Priest: Don Airey, tecladista do Deep Purple, tocou baixo no PainkillerJudas Priest
Don Airey, tecladista do Deep Purple, tocou baixo no Painkiller

Judas Priest: brasileira lança biografia de KK DowningJudas Priest
Brasileira lança biografia de KK Downing

Rob Halford: ele gostaria de cantar Painkiller como em 1991, mas o tempo passou...Rob Halford
Ele gostaria de cantar Painkiller como em 1991, mas o tempo passou...

Lista: bandas de metal que nunca decepcionaram seus fãs - Parte 2Lista
Bandas de metal que nunca decepcionaram seus fãs - Parte 2

Judas Priest: heavy metal não é respeitado o suficiente pelo Hall Of Fame, diz HalfordJudas Priest
Heavy metal não é respeitado o suficiente pelo Hall Of Fame, diz Halford

Rob Halford: dueto com Nergal um dia vai acontecer, afirma Metal GodRob Halford
Dueto com Nergal um dia vai acontecer, afirma Metal God

Judas Priest: Banda lança lyric vídeo do clássico Living After MidnightJudas Priest
Banda lança lyric vídeo do clássico Living After Midnight

Judas Priest: Halford diz que apesar das mudanças de formação, a música nunca mudouJudas Priest
Halford diz que apesar das mudanças de formação, a música nunca mudou

Rob Halford: Dueto com Nergal definitivamente vai acontecerRob Halford
Dueto com Nergal "definitivamente vai acontecer"


Rob Halford: Não sou o mesmo quando estou no palco!Rob Halford
"Não sou o mesmo quando estou no palco!"

1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos1978
70 discos de rock e metal lançados há 40 anos


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin