Watain: "o Gorgoroth não levará o Black Metal adiante"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Uamoti, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Recentemente, Darren Cowan do Blistering.com entrevistou o vocalista do WATAIN, Erik Danielsson, que passou um pouco da visão que tem do Black Metal.

Mayhem: lançado Daemon, sexto álbum de estúdio da banda; ouçaDeep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006

Blistering.com: Os planos que (os ex-membros do MAYHEM) Dead e Euronymous começaram morreram com eles, e ninguém levou as idéias adiante. O GORGOROTH é um exemplo de banda que pode ter carregado a tocha. Eles sempre fizeram shows extremos, mas não há muitas bandas que continuaram com a insanidade que eles tinham.

Danielsson: "Na época em que aconteceu, o MAYHEM fez exatamente o que devia ter feito. Eles prepararam o solo perfeito para as gerações futuras, mas então algo errado aconteceu. Na verdade eu não concordo que uma banda como o GORGOROTH está continuando o que o MAYHEM fez, porque eles são o exemplo perfeito de uma banda que usa toda a estética, todas as palavras corretas e todas as coisas tradicionais, mas sem algo por trás disso. Gaahl afirmou em entrevistas que ele não tem ligação com as crenças de Euronymous. Apenas escute o que ele diz: ele é um Odinista; ele é um pagão que mora nas florestas. Tudo bem por mim, mas eles não são páreo na competição. Eles não são de forma alguma uma banda que levará o black metal adiante. E foi isso que o MAYHEM fez. Eles foram revolucionários. Eles tinham idéias reais. O que eles fizeram na época foi completamente inovador. Isso é o que temos precisado o tempo todo. Essa é a essência da arte em geral. Sem isso algo fica estagnado e morre, especialmente quando falamos de energias intensas. Você deve sempre seguir em frente e olhar para todas as direções para se aprofundar cada vez mais".

Blistering.com: Você acha que há muita mímica no black metal? Você acha que eles estão apenas seguindo o roteiro e não indo adiante?

Danielsson: "Sim, isso é exatamente o que aconteceu. Não é uma grande surpresa para mim. Se você quer inovar em algo sinistro como o black metal - se você quer se corresponder com as energias sombrias que existem além desse mundo, você não pode ter um mero interesse pelo black metal. Uma paixão por um gênero de música não é suficiente para mudar o rumo da história musical ou da história mundial. Não me estranha que não haja mais bandas como nós, porque indivíduos desse tipo são muito raros. Se você tem uma fonte de energia extrema fluindo dentro de si, ou você acaba na prisão, compatilhando um cargo alto com um político, ou você faz o que nós fazemos. A esse respeito, eu sou muito cuidadoso em colocar o WATAIN no mesmo gênero que a maioria das bandas que tocam black metal. Há uma diferença óbvia entre nós e o GORGOROTH. Pode haver similaridades na superfície, mas há um abismo entre nós. Além disso, há outras comparações mais óbvias entre nós e bandas como o DARK FUNERAL. Há uma grande diferença entre o que eles estão fazendo e o que nós estamos fazendo. Se você olhar um pouco mais a fundo, verá que não somos muito parecidos".

Blistering.com: Anteriormente você falou sobre a idéia de individualismo. Não ser individualista parece contrário à idéia de black metal ou Satanismo. Vendo por esse ângulo, você acha que o individualismo e o seu entendimento de Satã é o que torna sua música o que ela é?

Danielsson: "Sim. Coloquemos dessa maneira: se eu nunca tivesse tido ligação com o black metal, eu poderia ter nascido em uma pequena vila sul-americana sem ligação com isso que eu ainda estaria fazendo música sinistra. A faísca que coloca minha capacidade artística em manifestação - a faísca que me ajuda a entender o que devo fazer aqui, esse é o individualismo sobre o qual você está falando, e é exatamente isso que é necessário! Eu acho que a maioria das bandas, de qualquer gênero, não são criadas de tal faísca. Eles só querem fazer parte de algo ou ter algum tipo de reconhecimento, o que para mim, como artista, é ultrajante. Para mim, é repugnante que as pessoas queiram pegar uma guitarra e tocar algo divino como o black metal sem ter visão. É apenas lixo! Eu nunca pegaria uma guitarra seriamente se não houvesse um fogo em meu coração me dizendo para fazer isto. As pessoas não são individualistas o suficiente para fazer parte disso, e é isso que você vê quando abre uma revista de metal. Cadê o fogo?"

Blistering.com: A julgar por sua afirmação anterior classificando "Sworn to the Dark" como um disco monumental, parece que você realmente adquiriu essa energia intensa que discutimos. Tendo isso em mente, como você planeja superar ou ir além de "Sworn to the Dark"?

Danielsson: "Bem, como eu disse, nós estamos nos tormentos finais de nossa turnê, e assim que terminarmos focaremos no material novo. Preferimos trabalhar assim porque se você começa a compor quando está em turnê, você não tem foco. Nós precisamos de nossa energia para crescer após excursionarmos. Não queremos nos apressar em criar algo, como a maioria das bandas faz. Nós realmente precisamos focar em fazê-lo perfeito. Eu não acho que qualquer artista consiga atingir sua obra-prima. Você pode sentir que está no caminho certo, pode ter orgulho do que fez, mas no momento em que estiver totalmente satisfeito não há mais o que fazer. Então, foda-se! Há exemplos perfeitos disso no black metal. O DISSECTION, por exemplo, que concretizou sua própria visão do que queria fazer e em seguida a banda acabou. Eu prefiro fazer isso a profanar o nome do WATAIN com algumas porcarias. No entanto, não tenho dúvida de que podemos, talvez não superar 'Sworn to the Dark' porque ele é uma entidade em si, mas há muitos caminhos a seguir daqui. Suas habilidades são ilimitadas. Você tem de ampliar sua aceitação. Você deve estar aberto para o que quer que venha voando na noite e queira falar contigo".

Leia a entrevista completa (em inglês) neste link.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Watain"Todas as matérias sobre "Gorgoroth"Todas as matérias sobre "Mayhem"


Mayhem: lançado Daemon, sexto álbum de estúdio da banda; ouçaMayhem: confira "Falsified And Hated", nova música da banda norueguesa

Mayhem: baixista Necrobutcher afirma que ele iria matar EuronymousMayhem
Baixista Necrobutcher afirma que ele iria matar Euronymous

Mayhem: lançado lyric video de "Of Worms and Ruins", faixa do próximo disco; vejaMayhem: ouça a nova música "Of Worms And Ruins"Canal Barbônico: Dead e o Mayhem, como tudo acabou (vídeo)

Venom: Matar pessoas não é entretenimentoVenom
"Matar pessoas não é entretenimento"

Metal: em vídeo, 10 bandas satanistas de fatoMetal
Em vídeo, 10 bandas satanistas de fato

Em 10/08/1993: Euronymous é assassinado por Varg VikernesEm 10/08/1993
Euronymous é assassinado por Varg Vikernes


Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Fotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron MaidenFotos de Infância
Bruce Dickinson, do Iron Maiden

Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Dream Theater: o vacilo na capa de A Dramatic Turn of EventsDream Theater
O vacilo na capa de "A Dramatic Turn of Events"

Tony Iommi: John Bonham quebrou a bateria de Bill WardTony Iommi
John Bonham quebrou a bateria de Bill Ward

Insanidade: garoto é expulso de colégio por ouvir RATM e KornInsanidade
Garoto é expulso de colégio por ouvir RATM e Korn


Sobre Uamoti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Uamoti no Whiplash.Net.