Killswitch Engage: Mike D'Antonio fala sobre o Dream Festival

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Daniel Tavares
Enviar correções  |  Ver Acessos

Os americanos do KILLSWITCH ENGAGE estão de volta ao Brasil. O quinteto formado por Adam Dutkiewicz (guitarra), Joel Stroetzel (guitarra), Mike D'Antonio (baixo), Jesse Leach (vocal) e Justin Foley (bateria) faz única apresentação no Brasil como parte das atrações do Dream Festival. Tivemos uma longa conversa com Mike D'Antonio e falamos sobre diversos assuntos, sobre DREAM THEATER, IRON MAIDEN, SEPULTURA e, claro e obviamente, sobre o KILLSWITCH. Mike, sempre muito gentil, nos contou sobre o que veremos e o que ele espera ver no festival (que também conta com o citado DREAM THEATER, TURILLI/LIONE RAPHSODY, SABATON e RECKONING HOUR) e vários outros assuntos. Você confere aqui a primeira parte dessa conversa.

Curiosidade: artistas que odeiam suas próprias músicasElvis Presley: De que ele morreu?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foto: Diego Câmara
Foto: Diego Câmara

Daniel Tavares: Vamos começar obviamente com o Dream Festival. Vocês estão vindo para o Dream Festival este sábado. Quais são as suas expectativas ao voltar ao Brasil?

Mike D'Antonio: Faz muito tempo desde que estivemos aí. Eu acho que foi no Rock In Rio. [Na verdade, foi no Monsters of Rock, em São Paulo] Faz muito tempo, talvez uns cinco anos atrás. Naquela época eu estava tocando com o HATEBREED também, junto com o KILLSWITCH. Eles precisaram "me pedir emprestado" naquele dia. A multidão foi maravilhosa. Cara, os fãs daí querem se divertir demais e é por isso que nós amamos o quão empolgados vocês ficam. Eu estou realmente muito empolgado pela resposta do público. Nosso show nem pode existir sem a interação com o público. É exatamente isso que nós procuramos. Estamos realmente, muito mesmo, empolgados para ver o quanto vocês participam da brincadeira.

Daniel Tavares: O que você pode nos dizer sobre esse show com antecedência? O que vai entrar, o que vai sair do setlist?

Mike D'Antonio: Esta é a segunda turnê do nosso novo álbum. Estamos botando um monte de coisas do "Atonement". Como a reação do público tem sido muito boa estamos incluindo mais canções do "Atonement" do que nós normalmente incluímos de um álbum novo em nosso setlist. Então, definitivamente, que esperem novas canções, junto com coisas mais antigas. A gente não pode sair e não tocar o que o povo chama de hits, aqueles que as pessoas estão ansiosas para ouvir. Temos uma variedade bem grande, mas eu estou realmente empolgado de voltar aos palcos e fazer de novo. Como disse, esta é a segunda parte da turnê, então estamos fazendo experimentos e tentando descobrir o que as pessoas mais gostam deste disco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: E se a reação dos fãs ao disco foi tão boa, como você viu a da crítica especializada?

Mike D'Antonio: Eu não leio as críticas. Estamos por aí há uns 20 anos e se eu tivesse lido um terço das críticas dos nossos discos eu já teria parado. Então não leio nada. É assim que os críticos são. Bons, ou ruins, às vezes meio-termo. Eu prefiro evitar completamente ler o que eles escrevem e me divertir com o que estou fazendo. Quanto à reação do público, tem sido realmente maravilhosa. Muitas pessoas cantando as canções novas, o que é definitivamente muito bacana.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Eu sei que o dia do show é uma correria. Mas, se você fosse um fã, como eu, nesse festival, o DreamFestival, que banda atrairia mais a sua atenção (além da KILLSWITCH ENGAGE, claro.

Mike D'Antonio: Eu gostaria de ver o DREAM THEATER. Nós já tocamos com eles algumas vezes, mas nunca realmente paramos e sentamos para ver. Eles são uma banda muito criativa. Eu gostaria muito de ao menos sentar e ver o baterista ficando doidão porque ele usa uns contra-tempos bem bacanas. É uma coisa bem louca de se ver, eu acho.

Daniel Tavares: Na música brasileira, existe alguma banda brasileira que você conheça, que goste, que escute na sua casa ou mesmo que tenha tido alguma influência na sua carreira?

Mike D'Antonio: SEPULTURA.

Daniel Tavares: Obviamente. Mais alguma.

Mike D'Antonio: Ummm, tem uma que vem à minha mente... o BRUJERIA é daí?

Daniel Tavares: Não. Eles são de bem mais perto de você. Do México. Na verdade, muitos são dos Estados Unidos.

Mike D'Antonio: Ok, "Arise" e "Chaos A.D." foram discos muito especiais quando eu estava crescendo. Foram muito, muito especiais pra mim e eu nunca vou me esquecer como eles me faziam sentir.

Daniel Tavares: Agora, deixe sua mensagem para todos os fãs do KILLSWITCH ENGAGE e todos que vão vê-los junto com DREAM THEATER, SABATON, Turilli/Lione's RHAPSODY.

Mike D'Antonio: Eu não posso acreditar que nós vamos mesmo voltar para a América do Sul. Nós nos divertimos muito todas as vezes que estivemos aí. Vocês são maravilhosos, chegando e nos recebendo com tanta cordialidade. E também o jeito que vocês ficam doidões quando a gente toca, fazendo roda e nos mostrando o seu amor pela banda. Eu não poderia esperar mais que isso. Então, obrigado, caras. Embora nós tenhamos tido algumas mudanças na banda, com vocalistas, e vocês continuam aparecendo. Então, muito obrigado.

Daniel Tavares: Tem chance de uma turnê maior do KSH? Passando por mais cidades?

Mike D'Antonio: Eu estou esperançoso que sim. Eu não posso dizer quando. É uma turnê de cada vez e estamos começando com essa. Vamos ter que ver o que vai acontecer.

Conversamos muito mais. Falamos sobre as participações de Chuck Billy (TESTAMENT) e de Howard Jones, o ex-vocalista da banda. Pegando o gancho da participação de Jones, falamos abertamente sobre depressão. Ainda falamos sobre a turnê com o IRON MAIDEN no ano que vem, e Mike me contou o aprenderam ao excursionar com eles, principalmente como tratar outras bandas. E mais: será que há alguma chance de retorno do OVERCAST? Não perca a segunda parte dessa entrevista nos próximos dias aqui no Whiplash.net. Não perca também o Dream Festival, com DREAM THEATER, KILLSWITCH ENGAGE, SABATON, Turilli/Lione'S RHAPSODY e RECKONING HOUR.

SERVIÇO SAO PAULO - DREAM FESTIVAL 2019

Liberation Tour Booking e Dream Theater orgulhosamente apresentam Dream Festival
Dream Theater (EUA), Killswitch Engage (EUA), Sabaton (SUE) , Turilli/Lione Rhapsody (ITA) e Recknoning Hour(BRA)
Data: 07/12/2019 (sábado)
Local: Nova Arena Anhembi
End: Av. Olavo Fontoura, 1209
Os ingressos continuam à venda pelo site do Clube do Ingresso e pontos autorizados.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Killswitch Engage"


Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloMetalcore
Os dez trabalhos essenciais do estilo

Metal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Sucks
Os melhores álbuns de metal do século 21


Curiosidade: artistas que odeiam suas próprias músicasCuriosidade
Artistas que odeiam suas próprias músicas

Elvis Presley: De que ele morreu?Elvis Presley
De que ele morreu?


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280