Dee Snider: Senhor Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nelson de Souza Lima
Enviar correções  |  Ver Acessos

"E ai, cara? Aqui é Dee Snider falando", diz a voz do outro lado da linha. Após mais de uma hora e inúmeras tentativas o icônico vocalista atende a ligação.

Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSign of the horns: o sinal do Demônio

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Snider tem dado várias entrevistas nos últimos dias, falando de seu mais recente álbum, "For The Love Of Metal", e da nova turnê latino-americana que passa pelo Brasil nos próximos dias 21 de março, em Curitiba e 23 em São Paulo.

Falando direto de Belize, paraíso caribenho onde reside atualmente, o ex-líder do Twisted Sister me atendeu super bem humorado, mostrando o quanto é gente fina. Nem parece que tá numa verdadeira maratona atendendo uma porrada de veículos de imprensa.

Em alguns momentos esqueci que falava como jornalista e dei umas tietadas no cara. Afinal aquele senhor de agora 64 anos (a entrevista rolou em 14 de março, o cara aniversariou no dia seguinte) é um dos grandes representantes do Heavy Metal. A frente do TS Snider gravou álbuns emblemáticos, sendo "Stay Hungry", de 1984, o mais conhecido e maior sucesso comercial. Conversamos um pouco de tudo. Dos momentos conturbados como a morte do batera AJ Pero, em 2015, que decretou o encerramento de atividades do Twisted Sister e da dor pela perda da mãe durante as gravações de "For The Love Of Metal".

Em ambos os casos Snider teve que buscar forças para continuar, e que a música trouxe alivio e serviu de consolo, onde simplesmente ia e gritava com toda raiva, contra a frustração e depressão. Entre as 12 canções de "For The Love Of Metal" pergunto sobre as porradas "Become The Storm" e "Dead Hearts (Love the Enemy), essa última um dueto bacanudo com Alissa White-Gluz, a insana vocalista do Arc Enemy.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A respeito de "Become The Storm" com um refrão que diz "Nós não estamos aqui para sofrer" Dee Snider atesta que a letra é pra fazer as pessoas se sentirem melhor e lutar contra todas as maluquices e doenças que existem no mundo. Indagado sobre o dueto com Alissa o ex-líder do Twisted Sister alega que quando a ouviu cantando ficou em choque, pois ela tem um vocal masculino e gutural. No entanto a moça mostra em "Dead Hearts (Love the Enemy)" um vocal suave e que foi outra surpresa. Falando em surpresas ele diz que o set list não deve trazer muitas, além das músicas do disco novo e ds clássicos do Twisted Sister.

Lembrei-o que na apresentação de 2010 no finado Via Funchal, com o Twisted Sister, ele cantou "Long Live Rock and Roll", homenagem a Ronnie James Dio, falecido alguns meses antes. Perguntei se iria cantar "Paint In Black", dos Stones, que ficou uma versão animal. Snider disse que a princípio não está no set. Mas tudo pode acontecer.

O vocalista alegou não ter certeza de quantas vezes cantou no Brasil, mas é sempre estimulante voltar à América Latina.

Snider termina agradecendo e diz que nos vemos na Argentina, para se corrigir em seguida.

Tá perdoado, Dee. O Senhor Heavy Metal pode tudo.

Serviço em São Paulo
Dee Snider - For the Love Of metal
Dia 23 de março - 22 horas
Tom Brasil
Rua Bragança Paulista, 1281 -
Santo Amaro
Classificação: 14 anos
Ingressos: De R$ 180,00 a R$ 350,00




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Dee Snider"


Twisted Sister: fisicamente, Dee Snider não consegue mais fazer o que faziaTwisted Sister
Fisicamente, Dee Snider não consegue mais fazer o que fazia

Dee Snider: defendendo Load (Metallica) e Another Perfect Day (Motörhead)Dee Snider
Defendendo Load (Metallica) e Another Perfect Day (Motörhead)


Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSlash
Guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos

Sign of the horns: o sinal do DemônioSign of the horns
O sinal do Demônio


Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280